O cachorrinho que tirou o Grand Prix de Washington Olivetto

<p>
	O an&uacute;ncio que tirou o Grand Prix do filme &quot;Hitler&quot; <em>(Reprodu&ccedil;&atilde;o)</em></p>

Acredite se quiser: dos sete Grand Prix que o Brasil já conquistou no Festival de Publicidade/Criatividade de Cannes, nenhum teve a participação de Washington Olivetto, considerado por muitos o maior criativo do País. Algumas vezes, o chairman da WMcCann bateu na trave. Numa dessas ocasiões, o culpado foi um cachorrinho.

Em 1989, quando concorria com o genial filme "Hitler", para Folha de S. Paulo (anúncio que, aliás, já foi tema do Adnews All Stars), Olivetto perdeu a disputa para um filme que promovia a Televisión Española (TVE), criado pela agência Contrapunto.

A campanha com o cachorrinho que fugia de casa porque seu dono via muita TV não ganhou apenas o Grand Prix em Cannes (o primeiro de uma agência espanhola na competição, aliás). O filme, intitulado "Maleta", faturou mais de 30 prêmios mundo afora.

Era o segundo ano consecutivo que o Brasil perdia um Grand Prix praticamente ganho. Em 88, o País era favorito com um filme de Alfazema da Phebo (relembre aqui). Mas também não levou.

Veja o filme e opine: mereceu ganhar de "Hitler"?

Redação Adnews

Deixe seu comentário: