O comercial que eternizou a voz de Paulo Goulart na publicidade

<p>
	O comercial que eternizou a voz de Paulo Goulart na publicidade <em>(Reprodu&ccedil;&atilde;o)</em></p>

Em 1993, Marcello Serpa e Nizan Guanaes trabalhavam juntos. Então diretores de criação da DM9, eles tiveram uma missão para o cliente Itaú: um comercial para promover o Itaú Seguros.

A ideia: mostrar que quem ama um ente querido contrata o Itaú Vida. Como fazer isso? Mostrando o amor de um pai para seu filho. Exibindo que para ser pai, é preciso ser diferente. O sujeito, possivelmente, irá gastar uma fortuna com fraldas, perder a esposa para o bebê e, mesmo assim, ainda será "louco" pelo garoto. Tudo protagonizado pelo ator e produtor Thomas Roth, que hoje é conhecido por ser jurado de programas no SBT.

Mas um toque, algo que Emilio Carrera, produtor e criador de som publicitário, idealizou, deu a cereja do bolo. É possível que um comercial assinado por Nizan e Serpa possa ficar melhor? Sim, se for narrado por Paulo Afonso Miessa, ou apenas Paulo Goulart.

Falecido nesta quinta-feira (13), aos 81 anos, por complicações em decorrência de um câncer, o esposo de Nicette Bruno vai deixar saudades não apenas na teledramaturgia, mas também na publicidade.

O filme do Itaú acabou lançando Goulart para outros trabalhos marcantes, como este filme da Africa para a Brahma, mas foi com o anúncio abaixo que o agora saudoso ator ajudou a criar um clássico da publicidade brasileira.

Rodolfo Vanni foi o diretor. Produção da Jodaf e pós-produção da Finishouse.

Redação Adnews

Deixe seu comentário: