Quando a tristeza de um elemento fez o mundo sorrir

Um dos grandes desafios da propaganda é promover empresas que apostam em projetos que vão contra o mainstream. No caso da geração de energia, por exemplo, é mais fácil fazer a publicidade de uma grande empresa que utiliza os meios hidroelétricos do que uma que atua na estruturação financeira e desenvolvimento de projetos envolvendo energia renovável.

Em 2007, um comercial chamou a atenção do mundo por conseguir transmitir, de maneira bem humorada, como o trabalho da empresa Epuron é importante.

Com produção do braço norte-americano da Paranoid e criação da alemã Nordpol Hamburg, o filme foi um sucesso, faturando prêmios em importantes festivais de publicidade, como o Cannes Lions (veja a lista completa de prêmios aqui).

No anúncio, um homem intimidador e ao mesmo incompreendido serve como metáfora para um elemento (não iremos dizer qual para não estragar a surpresa). Tudo para promover a geração de energia renovável, um dos serviços da alemã Epuron.

Uma curiosidade: o ator escolhido foi o último a se apresentar durante os testes.

Redação Adnews

Deixe seu comentário: