12 tendências de marketing de conteúdo que você deveria seguir

internet

Hoje em dia temos tantos conteúdos para consumir que é praticamente impossível interagirmos com 5% do que os marketers gostariam que fizéssemos como consumidores. Com tantas opções, os usuários buscam por conteúdos que sejam relevantes para cada perfil, criando, assim, a “fadiga de conteúdo”. Nesses tempos de muitas ofertas, o maior problema para as empresas é entender a importância do marketing de conteúdo para atingir a pessoa correta na hora certa.

Uma das primeiras perguntas que precisamos fazer é: “como você trabalha na qualidade do conteúdo criado para garantir que ele será atingido pelo público certo?”. Essa questão pode tirar o sono de alguns, mas é a primeira dúvida a ser tirada para que as empresas comecem, de uma vez por todas, a aproveitar a produção de conteúdo para aumentar o engajamento com determinada marca, produto ou serviço.

O primeiro passo para entender qual caminho tomar é conhecer as tendências de marketing de conteúdo, e começar a seguir para começar o próximo ano com tudo. Aqui vai uma lista de 12 tendências de marketing de conteúdo para seguir e garantir que os investimentos feitos ofereçam o retorno adequado para o negócio:

  1. Machine Learning: ande junto com ele

Machine Learning é um subconjunto de inteligência artificial para conhecer dados. Quanto mais informações são coletadas, maior o aprendizado. Com o tempo, os dados se tornam mais precisos e relevantes. Um exemplo de aperfeiçoamento de informações é o Google: quanto mais as pessoas usam a ferramenta de busca, melhor ficam os resultados.

No marketing de conteúdo existem ferramentas que ajudam os publishers na criação de materiais adequados para públicos-alvo específicos. Dessa forma, o anúncio atinge exatamente a audiência correta no momento certo, e as conversões aumentam naturalmente.

  1. Conheça e aumente a automação

A automação faz parte da rotina de qualquer tarefa, e é uma tendência que tende a crescer. Ao invés de sentir-se “dominado” por ela, use-a a seu favor: comece com pequenas inclusões na rotina, como por exemplo a geração de leads, e-mail marketing e posts em redes sociais. 

  1. Use conteúdo co-criado

É possível associar a sua marca ou empresa com outra pessoa. Por exemplo: já pensou em publicar conteúdo em parceria para expandir o alcance? Conheça empresas que tenham a ver com o seu perfil e entre em contato para promover materiais de qualidade, compartilhar carga de trabalho e usufruir dos benefícios. 

  1. Tenha como alvo as pessoas e suas necessidades

Os dados são importantes, mas eles precisam ser usados para atingir o público-alvo, que é formado por emoções – não mensuradas em dados. Por isso, é importante que o conteúdo gerado transmita emoções com base nas necessidades das pessoas. 

  1. Não se prenda exatamente ao calendário

É ideal ter um calendário de ações, mas também é importante ser flexível para se adaptar aos importantes acontecimentos e mudanças do mercado. Nessa “balança” para atender às necessidades dos usuários é possível aproveitar o aprendizado e automação das máquinas para se manter sempre à frente. 

  1. Invista no longo prazo

O marketing de conteúdo é uma estratégia de longo prazo, mas que é possível ser adaptado para gerar resultados imediatos. Para gerar um conteúdo relevante para a empresa e gerar um crescimento orgânico e sustentável, a persistência ganha quando se trabalha com marketing de conteúdo. 

  1. “Pague para jogar”

O mundo ideal para o marketing de conteúdo é uni-lo com a publicidade nas redes sociais e o trabalho com influenciadores. Prepare-se para investimentos em anúncios e ferramentas para alcançar celebridades que tenham a ver com o seu perfil nas redes. 

  1. Crie conteúdo dinâmico

conteúdo dinâmico é aquele criado uma única vez, mas possui elementos variáveis que se modificam com base na audiência que o vê. Por exemplo: é possível montar um e-mail que tenha determinada oferta para um público e uma diferente para outro. Assim, é possível variar o conteúdo e economizar na produção de peças. Além disso, possui um custo acessível para pequenas empresas. 

  1. Atualize seu conteúdo antigo

Muitas empresas estão “reinventando” conteúdos antigos e economizando tempo na produção de novas peças. Além disso, a atualização faz com que aumente os rankings de mecanismos de pesquisa, garantindo que mais pessoas vejam determinada peça ou anúncio. 

  1. Siga a jornada do consumidor

Você precisa conhecer a jornada do consumidor para criar conteúdo, e entender que os consumidores buscam por algo completamente diferente para realizar compras. Para isso, entenda o seu público e direcione para atingir o target. Os resultados melhoram. 

  1. Conteúdo que não morre

O seu conteúdo está à prova do tempo? Ele é claro, abrangente e factual? Para entender isso, existe a pergunta ideal: “daqui um ano isso ainda fará sentido? E em cinco anos?”. Mesmo que o material não passe pelo “teste de tempo”, não se preocupe: ele pode ser um candidato para uma atualização futura. 

  1. Vá fundo

Produzir conteúdos “fora do comum” pode ser um desafio, mas para começar com a estratégia, pense: “qual é o próximo passo depois que alguém aprende ou conclui as etapas básicas?” Seja específico e dê ao público mais do que eles podem encontrar em qualquer outro lugar.

SEUS PRÓXIMOS PASSOS

Ao seguir essas dicas, promova o conteúdo produzido, acompanhe os resultados e tente identificar possíveis melhorias. É necessário se adaptar aos acontecimentos e desejar que os investimentos realizados realmente funcionem.

Artigo encaminhado por David Reck, CEO e Fundador da Reamp

Deixe seu comentário: