Como encontrar imagens e mídia para seus anúncios digitais

dsa

Quando se trata de anúncios digitais, os recursos visuais atraem a atenção muito mais eficientemente do que apenas texto, não importa o quão bem escrito esteja.

De criativos ricos em mídias a vídeos atraentes (e cada vez mais GIFs), a publicidade em plataformas digitais se torna um exercício para quem pode criar não apenas a mensagem mais atraente, mas também combinar essa mensagem com imagens e mídias que chamam a atenção da sua audiência.

Com determinados tipos de imagens levando a um aumento de 90% na taxa de cliques, o uso da mídia correta é muito importante. A boa notícia é que há muitas opções disponíveis, desde sites de imagens gratuitas até sites de vídeos, bem como opções premium, para atender a todas as suas necessidades de anúncios digitais.

Sites de banco de imagens

Dependendo de suas necessidades (e seu orçamento), há uma série de sites de banco de imagens – gratuitos e premium – nos quais você pode pesquisar e fazer download de imagens para seu anúncio.

Cada site oferece opções livres de direitos autorais (onde o proprietário da imagem fez o upload para ser usado por qualquer pessoa para qualquer coisa) ou a opção de comprar uma imagem e ter os direitos transferidos para você.

Getty Images (gratuito)

Antes apenas propriedade de jornalistas e meios de comunicação, a Getty Images abriu 35 milhões de imagens ao público em 2014. Utilizando a mesma abordagem do YouTube, eles permitiram que blogueiros e sites de mídia social incorporassem imagens, com um link da Getty Images para a empresa. Indo um passo além, aTaboola fez uma parceria com a Getty Images em 2017 para permitir imagens livres de direitos autorais que também podem ser testadas A/B para o máximo desempenho.

Pixabay (gratuito)

Com quase 2 milhões de imagens livres de direitos autorais enviadas por fotógrafos e ilustradores, bem como arquivos de vídeo, a Pixabay se tornou um dos principais fornecedores de mídia on-line. Basta criar uma conta gratuita, usar a opção de pesquisa para encontrar a mídia que você está procurando e fazer o download. Embora exista a opção de "dar gorjeta" ao proprietário original, isso fica inteiramente a seu critério.

iStock (premium)

Comprado em 2006 pela Getty Images, o iStock é um repositório de mídia com sede no Canadá que oferece imagens, vídeos e faixas de áudio sem direitos autorais por uma taxa mensal ou paga conforme o uso. Os arquivos são cobrados por “créditos”, com o tamanho do arquivo e o tipo determinando quantos créditos são necessários para a compra. Embora o custo possa aumentar em breve (o pagamento conforme o uso começa em US$ 36 para três créditos, com assinaturas mensais a partir de US$ 85 por mês para até 10 arquivos), o iStock continua sendo uma solução popular para agências e compradores de mídia.

Sites de banco de vídeos

Por ser visualmente atraente como a imagem certa, um vídeo bem elaborado pode contar uma história ainda mais imersiva e persuasiva. Tradicionalmente, a produção de vídeo para anúncios digitais pode chegar a dezenas de milhares de dólares para criar (se não muito mais). Com o surgimento de sites de banco de vídeos, no entanto, assim como aqueles em que você pode solicitar criações exclusivas apenas para sua marca ou campanha, os custos diminuíram exponencialmente, deixando mais orçamento para testes A/B e otimização.

Vimeo

Originalmente um site de upload de vídeos em concorrência com o YouTube, o Vimeo cresceu e se tornou um mercado rico onde os criadores de vídeos vendem seus vídeos diretamente ou os alugam por um período determinado.

Você pode pesquisar vídeos para comprar, alugar ou até mesmo assinar, se houver um criador cujo trabalho você goste e deseje usar regularmente. Enquanto um serviço premium, acordos diretos podem tornar o Vimeo uma opção menos dispendiosa do que criar vídeos originais internamente.

Pexels Videos

Trabalhando no método que a Pixabay faz para imagens, a Pexels Videos oferece vídeos em estoque isentos de direitos autorais que podem ser baixados para uso pessoal e comercial. Eles oferecem os termos mais populares para pesquisa, além de permitir a filtragem por tipo de conteúdo. Com um crescente banco de dados de criadores, a Pexels está se tornando uma adição valiosa à variedade de sites de vídeos on-line.

Giphy

Embora não sejam tecnicamente vídeos, os GIFs estão se tornando cada vez mais eficazes quando se trata de anúncios digitais. Ao usar referências da cultura popular, os GIFs podem ser oportunos e rápidos de otimizar, tornando seu anúncio relevante e atual. O Giphy facilita que as agências façam o download do GIF perfeito ou criem o seu próprio. Com mídias sociais e plataformas de comunicação como o Slack [sem dúvida] tornando os GIFs a fonte de mídia padrão, Giphy se destaca como líder.

Anúncios digitais, mídias e testes A/B

Enquanto escolher a imagem, o vídeo ou o GIF certo, é essencial quando se trata de compartilhar sua mensagem, também é importante entender a importância do teste A/B no uso de mídia para seus anúncios digitais.

Tendências recentes de consumo mostram que certas imagens têm uma CTR muito mais eficiente do que outras. Por exemplo, imagens com animais nelas resultam em um aumento de 90% na CTR, em comparação com imagens centradas em áreas externas, o que representa um aumento de 14% na CTR.

Dependendo da sua marca, no entanto, um 14% poderia ser mais relevante do que um aumento de 90% - você usaria animais para vender equipamento de camping, por exemplo?

É por isso que é fundamental que, ao reunir criativos para seus anúncios digitais, você não apenas escolha a mídia certa, mas teste A/B para ver o que funciona.

É essa combinação que levará sua próxima campanha de boa a ótima.

Fernando Tassinari é o diretor-geral no Brasil da Taboola, principal plataforma de descoberta de conteúdo do mundo, servindo mais de 1 bilhão de usuários únicos por mês.

Tags:

Deixe seu comentário: