O poder dos dados ao impulsionar engajamento com marcas

mobile

Falar sobre consumidores que estão mais empoderados do que nunca, com acesso à informação literalmente na ponta dos dedos, já não é nada novo. O advento dos smartphones, por exemplo, mudou completamente a forma como nos relacionamos e consumimos. O smartphone é móvel porque todos os usuários são móveis e podem obter informação em qualquer lugar e a qualquer momento. No entanto, essa tendência também é uma oportunidade para as marcas coletarem dados desses usuários e transformarem isso em melhores insights em suas campanhas digitais, engajando conversas com um público qualificado.

O estudo Mobile Insights realizado no Brasil pelo Flurry, o mobile analytics do Yahoo, revelou que os brasileiros gastam 17 milhões de horas diárias em aplicativos. Sendo que os aplicativos consomem 88% do tempo gasto em smartphones, contra apenas 12% nos navegadores. Com dados como esses, os anunciantes são capazes de cruzar o comportamento do usuário em cada uma dessas aplicações, desenhar perfis de consumidor mais detalhados, agrupar indivíduos por seus interesses e, em seguida, implementar campanhas publicitárias destinadas a um público qualificado e, portanto, mais propenso a ser impactado pela mensagem da marca.

Pense no seguinte: se você soubesse que um consumidor está constantemente procurando por reviews sobre filmes e assistindo trailers das próximas estreias? Esse usuário pode ser classificado como um amante de cinema e se uma empresa pertence a esse segmento e quer rodar um anúncio, ela pode personalizá-lo de acordo com essa audiência. Dessa forma, a mensagem da marca não seria só orientada por dados, seria mais inteligente e mais significativa para esse público, com a comunicação mais propensa a entregar melhores resultados.

 

O paradoxo favorável é que se o mobile é a plataforma que exige uma abordagem personalizada, é também uma das principais fontes de informação do usuário. A IMS Research projetou que até 2020 todos os dispositivos móveis conectados à internet produzirão diariamente 2,5 quintilhões de dados bytes de informações sobre os usuários. E a melhor maneira de coletar, medir e analisar esses dados e depois implementar campanhas personalizadas bem-sucedidas é por meio de aplicativos.

Minha experiência no Yahoo mostrou que os anunciantes e agências de publicidade têm um desejo: estar presente quando e onde um cliente começa sua conexão. A vantagem do smartphone, é que o momento certo, na verdade, pode ser a qualquer momento.

*Leonardo Khede é diretor de vendas do Yahoo Brasil.

Deixe seu comentário: