Vendo Home Theater de Bolso: R$ 30,00

fone

Sim, pode ser verdade, e talvez você nem precise comprar porque já tem um. Tô falando dos fones de ouvidos com aquele mal contato no plugue. Sabe? 

Imagine seus vídeos da internet, filmes no Netflix, músicas do Spotify, com áudio espacial em 360 graus, como no cinema? Aliás, como na vida real, diretamente do seu fone de ouvido, surrado, que você anda deixando de lado.

Isso tá rolando, e logo vai chegar até você.

Muita gente não tem ideia do quanto a imersão do áudio faz diferença.

Assistir e ouvir uma batalha medieval e sentir o barulho das flechas passando ao lado de nossas orelhas realmente é demais. Já temos essa sensação nos cinemas, mas o ponto agora é poder ter esse tipo de imersão com o fone de ouvido que já possuímos. E não é mais uma tecnologia pra vender dispositivos compatíveis, nem nada disso. É usar os dois ouvidos que temos e reproduzir a direcionabilidade dos elementos nos vídeos e músicas. É como criar uma bolha em volta de você, com várias caixas de som emitindo ondas em todas as direções. É deixar o som mais envolvente, do jeito que a gente ouve o mundo, sem fazer você comprar nada. 

Imersão! Esse tema foi muito discutido na AES New York 2017 - Maximum Audio. Seja ela sendo com as demonstrações dos sistemas novos e caríssimos Dolby Atmos, ou seja com fones de ouvidos que vem com o celular. Seja com microfones que captam com cada vez mais fidelidade ou seja renderizando aleatoriamente ambientes de áudio espacial como efeitos sonoros para serem mais orgânicos e verdadeiros. A imersão apareceu em vários debates, como um dos futuros quando o assunto é áudio. 

Pode aposentar o receiver e as caixinhas do seu home theater. Desenterra o seu fone de ouvido e se prepara.

Renan Corso é produtor musical da LOUD e esteve na AES New York, um dos maiores eventos de audio do mundo, para conferir de perto as novidades

Deixe seu comentário: