6 vezes em que o Porta dos Fundos deu aula de contexto para as marcas

Diversos cases, principalmente no cinema, já mostraram o poder do product placement para engajar o público e promover marcas. Em um momento da comunicação em que o público assiste o que quer, quando quer e da maneira que quiser, e detesta interrupções, o formato volta a ser essencial em algumas estratégias. O grande desafio das marcas, e dos veículos, é encaixar o produto nas cenas do roteiro sem que a história pareça forçada.

Em seu livro “Muito Além do Merchan”, o publicitário carioca Raul Santahelena, professor licenciado da ESPM e convidado da PUC, defende a questão do contexto como essencial para o sucesso da mensagem. Para defender a sutileza como as marcas e produtos devem entrar em cena, ele cita uma frase de Muhammad Ali: “Voe feito uma borboleta, pique como uma abelha”. O humor pode ser uma plataforma interessante para esse fim, e o canal Porta dos Fundos, agora comprado pela Viacom, sabe disso.

Por um lado, temos total liberdade na criação dos roteiros. Por outro, temos um diálogo bem franco e aberto sobre os briefings e as expectativas.

Quem explicou melhor ao Adnews esta habilidade foi a própria CEO do canal, Tereza Gonzalez. “Nossa principal característica é fazer com que a marca esteja de fato inserida no contexto do vídeo. No dia a dia, nós falamos nomes de marcas e não escondemos rótulos. A naturalidade com que o Porta trata as inserções faz com que, às vezes, você nem consiga reconhecer quando um conteúdo é comercial ou não”.

Tereza também falou sobre a questão da construção do roteiro, e sobre como é importante que os clientes entendam que o canal precisa de certa liberdade para a história permaneça autêntica. “Os roteiros são criados sempre em parceria. Por um lado, temos total liberdade na criação dos roteiros. Por outro, temos um diálogo bem franco e aberto sobre os briefings e as expectativas. Cada cliente é tratado aqui dentro como um projeto especial. Cada marca e cada produto são tratados de forma diferente".

Danette

Spoleto

Viacom

Ipiranga

TAM

Dorflex

Renato Rogenski

Deixe seu comentário: