"Só o trabalho tradicional de comunicação já não é mais eficiente"

Criada e liderada pela CEO Fabiana Bruno, a Suba é uma agência que conecta marcas, talentos e público e conta em seu casting com nomes como Carlos Bertolazzi, Felipe Andreoli, Fernanda Gentil, Marco Luque, Olivier Anquier e Rafa Brites, entre outros. Recentemente a empresa incorporou em sua estratégia a inteligência e produção de branded content na entrega para seus clientes. A ideia é, principalmente, propor um trabalho diferenciado por meio de ferramentas que buscam e analisam talentos e permitam o desenvolvimento de ideias estratégicas de conteúdo focado em resultados.

Para o novo momento, a agência contratou Marcelo Torma, que assumiu o posto de Chief Content Officer com o objetivo de trabalhar ao lado de Fabiana e conduzir essa transformação organizacional. Antes de chegar na Suba, Torma comandou a criação de agências como Havas e F.Biz.

No bate papo abaixo, o profissional discorre sobre como enxerga esse processo de transformação não apenas em sua empresa, como no mercado de comunicação como um todo.


Sandra Zimberkinop, Marcelo Torma, Guilherme Fracaro, Fabiana Bruno e Beto Wright (Divulgação)

Como a Suba, como empresa, enxerga esse novo mercado de branded content?

As marcas perceberam que só o trabalho tradicional de comunicação já não é mais eficiente para os resultados esperados. Com isso, acreditamos que a importância do trabalho de conteúdo relevante é sim um forte aliado para o sucesso da comunicação.

Por que a empresa acredita que o branded content é um caminho interessante para as marcas?

A forma de consumir comunicação mudou. As pessoas estão mais abertas a viver “experiências” com histórias interessantes que geralmente são melhor contadas através de content. As marcas estão investindo muito em conteúdo e isso é reflexo do entendimento sobre a importância dele no atual momento do mercado.

O desafio maior é a responsabilidade que temos em encaixar as experiências e as marcas de um jeito relevante para os consumidores.

De que maneira a Suba se estruturou para desenvolver projetos de branded content?

A Suba conta com uma equipe dedicada a criação de conteúdo em três frentes. Branded Content, onde fazemos a criação e produção de projetos de conteúdo para marcas. Em Design Content desenvolvemos conteúdo com parceiros, dando continuidade ao trabalho das agências e, em Talent Content, fazemos a construção da marca pessoal dos talentos exclusivos, criando desde palestras, acompanhamento das redes sociais, a criação de conteúdo direcionado. Para complementar o processo de criação a Suba também conta com um departamento de produção com estúdio e equipamentos de última geração e uma equipe de produção capacitada, que possibilita a otimização da verba sem perder a qualidade final do trabalho.

Como surgiu tal demanda?

A demanda surgiu com a intensidade e jeito que as pessoas estão consumindo comunicação. Com isso, suprimos a necessidade dos clientes desenvolvendo conteúdo relevante com um processo mais linear que possibilita mais agilidade de entrega. Os “jobs” partem das três frentes que desenhamos. Muitos projetos, por exemplo, chegam direto dos talentos exclusivos que também são procurados pelas marcas.

Hoje vemos muitas marcas transformando qualquer ideia em conteúdo simplesmente para “surfar a onda” dos influenciadores.

Fala sobre os desafios e oportunidades de produzir conteúdo para as marcas, incluindo a participação de influenciadores no processo...

Histórias são mais bem contadas e críveis quando são apoiadas em pessoas que tem algo verdadeiro para dividir. O desafio maior é a responsabilidade que temos em encaixar as experiências e as marcas de um jeito relevante para os consumidores. Hoje vemos muitas marcas transformando qualquer ideia em conteúdo simplesmente para “surfar a onda” dos influenciadores. Isso, sem dúvida, necessita de atenção e cuidado para não reverberar de forma contrária. E, para isso, contamos muito com a experiência do nosso time responsável pelos talentos, que possui capacidade para fazer uma análise de fit gerando resultados controlados.

Quais são as características necessárias para equipes que criam conteúdos para marcas?

Não existe uma regra para isso. Aqui na Suba temos uma equipe bem complementar de criativos com experiências em construção de marca, social mídia, roteiristas, designers e estrategistas. Ainda somamos no processo criativo o time com expertise em talentos, além da produção, com diretores, músicos, motion e montador que já entram no começo do projeto e isso ajuda muito para produzir com rapidez sem perder a qualidade.

Renato Rogenski

Deixe seu comentário: