3 passos para incorporar marketing com influenciadores em sua estratégia de mídia

As palavras-chave da publicidade em 2017 foram “influencer marketing” ou “influenciadores digitais”. Especialistas em comunicação enxergam esse tema como a evolução mais clara do PR, do digital, do conteúdo e do social, uma convergência de múltiplas táticas que suportam campanhas digitais multicanal. É uma maneira poderosa de obter visibilidade instantânea e ver conversões incríveis e até 11 vezes mais ROI, de acordo com o TapInfluence.

Se você ainda não está convencido, aqui estão algumas outras estatísticas do Influencer Marketing que abrem os olhos para o potencial do negócio, de acordo com um estudo global da Nielsen:

  • 83% dos consumidores confiam nas recomendações de pessoas que conhecem.
  • 66% dos consumidores confiam nas avaliações e classificações on-line.
  • O segmento de influencer marketing teve um ROI de US$ 6,85 no valor da mídia por cada dólar gasto em 2014.
  • Tal mercado gerou, em média, uma taxa de engajamento social de 3,4%.

As pessoas confiam mais em figuras conhecidas, incluindo amigos, familiares e também os supostos influenciadores que acompanham fielmente por anos. Em um mundo onde a confiança nos meios de comunicação e nas instituições está em declínio, os consumidores são constantemente bombardeados por anúncios e as as críticas e sugestões de pessoas que conhecemos ganham um enorme peso na nossa decisão.

Embora seja uma abordagem diferente para mensagens de marca, campanhas com influenciadores devem estar alinhadas com a estratégia de comunicação para que elas melhorem a reputação em geral e não sejam apenas uma ação pontual.

Se você é como 71% dos profissionais de comunicação e está convencido de que o influencer marketing tem que fazer parte de sua estratégia digital, continue lendo o artigo para ver como incorporar os influenciadores em sua estratégia de social media para 2018.

1 - Estenda seu alcance (ou seja mais assertivo) através dos influenciadores digitais

Em muitos casos, você utilizará o influencer marketing para ampliar o alcance da mensagem da sua marca, já que os influenciadores são responsáveis pela criação e suporte a todo conteúdo que publicam em seus próprios canais de mídia social. Isso permite que você acompanhe a base do seguidor de outra pessoa, seja para alcançar um público mais amplo ou para segmentar seus esforços de maneiras que nunca seriam possíveis através dos seus próprios canais.

Por exemplo, a Fleurity se associou com influenciadoras em sua campanha de empoderamento #mulhereslivresfleurity para incentivar mulheres a contarem histórias e desmistificarem o uso do coletor menstrual. Como se trata de um segmento específico, seria desafiador alcançar o target através dos próprios canais da marca.

(post da @euamandafarah para a campanha #mulhereslivresfleurity)

Ao todo a campanha atingiu mais de 97 mil pessoas, gerando mais de 7 mil interações com a marca. A campanha chegou até a gerar mídia espontânea e press release na Argentina.

2 - Aumente a credibilidade com mensagens de influenciadores nos próprios canais de sua marca

Você também pode recrutar influenciadores para participar de conteúdo que você compartilha ou transmite em seus próprios canais, como o Bradesco fez com a campanha #MaisUmPasso, reaproveitando diversos conteúdos gerados pelos influenciadores nas suas redes sociais.

(foto da influenciadora @milavasconcelos para a #maisumpasso com o Bradesco)

Com forte apelo emocional, a campanha teve o objetivo de identificar pessoas que tivessem uma história inspiradora para contar, que representasse o que foi o #maisumpasso na vida delas. Na foto acima, o post da influenciadora @milavasconcelos relatou como aceitar o próprio corpo mudou sua vida. O apelo emocional e humanização através de histórias reais resultou em posts com muito engajamento e conversação entre os seguidores.

Ao todo, foram 213 histórias e postagens de diferentes micro-influenciadores, impactando mais de 350 mil pessoas. O grande destaque foi o buzz da campanha, que alcançou um índice de conversação positiva de 92% entre os comentários realizados em relação a marca.

A estratégia do Bradesco em utilizar os conteúdos dos influenciadores nas suas redes sociais é outro exemplo efetivo de como se comunicar com seus seguidores e também criar vínculos com os fãs de um influenciador. Além de reduzir os investimentos em produção de conteúdo através dos próprios embaixadores da marca, a humanização e interação com os seguidores trouxe um resultado muito positivo para a marca.

3 - Como encontrar o influenciador correto para sua marca

Antes de encontrar um potencial influenciador, você precisa considerar os pilares de influência:

Relevância: veja se o influenciador está compartilhando conteúdo e desenvolvendo um segmento relevante e específico para o seu negócio;

Alcance: o número de pessoas que você tem potencial para alcançar por meio da base de seguidores do influenciador e que traria valor para sua empresa;

Ressonância: o nível de engajamento potencial que o influenciador pode criar com um público valioso e relevante para sua marca.

Ao determinar se um influenciador é uma boa combinação para seus três pilares, você precisa se perguntar algumas questões importantes.

Quem você está tentando influenciar?

Sua campanha com influenciadores não pode abranger todas as pessoas: como em todos os tipos de estratégia de marketing, uma resposta significativa requer maior foco e uma compreensão clara dos seus objetivos e do seu público.

Talvez você esteja tentando influenciar pessoas que trabalham em determinadas profissões. Ou talvez, seu objetivo seja influenciar os decisores em um determinado nível vertical, como líderes de empresas ou das finanças, que tem uma profunda confiança nas recomendações da sua rede de pares. Ou ainda, seu objetivo seja  influenciar um segmento específico de consumidores, como millenials que procuram comprar sua primeira casa.

Estes são três grupos muito diferentes e uma estratégia eficaz de marketing de influenciadores exige que você fale com as pessoas certas usando as ferramentas certas ( neste caso, os influenciadores certos), assim como você faz em qualquer outro trabalho de marketing.

Olhando para um nicho de marketing muito específico, por exemplo, uma pesquisa recente da empresa de relações públicas MWWPR descobriu que o marketing de influência é a maneira mais eficaz de comercializar para millennials, juntamente com a earned media.

Em quem seus clientes, prospects e comunidade confiam?

O requisito-chave para a verdadeira influência é  confiança. Sua audiência deve confiar e respeitar a opinião dos influenciadores com quem você é parceiro. Sem o componente da confiança, qualquer levantamento nos resultados será superficial e você terá dificuldade em ver um impacto tangível nos seus esforços.

É necessário ter clareza sobre quem você está tentando influenciar. Dê um passo extra para encontrar os formadores de opinião e pensamento a quem seu público já procura como fontes de informação significativa. Essas pessoas já existem e já são influenciadoras - e as parcerias com elas podem gerar impacto real.

Tenha em mente que a demografia do seu público desempenha um papel importante na determinação de quais influenciadores serão os mais confiáveis ​​em seu mercado. Os dados do Twitter mostram que pessoas com mais de 45 anos enxergam as tradicionais celebridades como influenciadores preferenciais, enquanto os millennials preferem criadores de conteúdo digital.

Existem muitas ferramentas e empresas para ajudá-lo a identificar pessoas com redes relevantes e envolvidas, falando sobre temas importantes para seu público, incluindo Squid, Spark, Hootsuite entre outras.

Lembre-se que o número de seguidores sozinhos não indica um poderoso influenciador. Isso não é evidência de que esses seguidores estão prestando atenção no conteúdo, e um número menor pode ser muito mais poderoso se for uma área de nicho. Também é bom avaliar os outros pilares: relevância e ressonância. Atente-se aos seguidores engajados - isso significa muitas visualizações, likes, comentários e compartilhamentos.Além da credibilidade e autenticidade que eles possuem no assunto e segmento da sua empresa.

A Markerly, uma rede que liga marcas com influenciadores nos EUA, descobriu recentemente que a parceria com "micro-influenciadores" pode fornecer um ROI muito melhor do que tentar adivinhar uma grande celebridade. Sua análise de 800.000 usuários do Instagram descobriu que os influenciadores entre 10.000 e 100.000 seguidores oferecem a melhor combinação de ressonância e alcance.

Influenciadores podem ser uma poderosa ferramenta de feedback para que as marcas compreendam seus clientes, muito além do que apenas marketing. Precisamos entender que eles não são apenas outdoors. Muitos deles são realmente experientes em negócios, em geração de conteúdo relevante e com ideias empresariais. Quem souber se aliar a isso de forma estratégica, terá uma oportunidade única para manter seus consumidores próximos e conectados.

Com todas as essas informações, prepare-se para incluir os influenciadores digitais em seu planejamento para 2018. Você, sua marca e seus clientes se beneficiarão do poder de influência deles.

Native Ads*
Texto de Felipe Oliva, CEO da Squid.

Deixe seu comentário: