Relembre alguns dos mais marcantes 30 segundos da TV brasileira

Em um mundo em que a primeira impressão vale tanto, e, dependendo dela, pode não existir chance para uma segunda opinião, as campanhas publicitárias têm de “se virar nos 30” para impactar, entreter e engajar seus consumidores. Algumas são tão felizes neste objetivo que, mesmo com o passar das gerações, permanecem quentinhas na memória e nos corações de todos nós. Aqui abaixo estão reunidas algumas delas, afinal: Recordar é viver. 

Meu Primeiro Soutiã – Valisere

Protagonizado por Patrícia Lucchesi, o premiadíssimo filme de 1987 foi dirigido pelo publicitário Washington Olivetto, que também criou a icônica afirmação: "O primeiro soutiã a gente nunca esquece".

“E a poupança Bamerindus continua numa boa” - Poupança Bamerindus

A campanha que imortalizou um dos jingles mais lembrados da história da propaganda brasileira foi criada originalmente no início da década de 1970. A composição foi resgatada pela agência Colucci em 1990 para ser utilizada nos comerciais do banco, que contavam com a interpretação dos versáteis "Os três do Rio".

A saga de Urashima Taro – Varig

A saga de Urashima Taro é uma fábula japonesa adaptada para o comercial da Varig (Voo Brasil-Japão) que marcou época.

Mamíferos – Parmalat

A empresa marcou sua história em 1996 trazendo mamíferos para sua campanha. O sucesso é tão grande que atualmente os bichinhos voltaram como embaixadores da marca.

“Já é hora de dormir” - Cobertores Parahyba

Este jingle divertiu diversas gerações como lembrete na hora de dormir.

“Depois de um sono bom” - Café Seleto

Campanha do Café Seleto se destacou pelo jingle criado por Arquimedes Messina. Em 1974, a ação ganhou algumas versões em animação. A produção musical é de Theo de Barros e a interpretação é da cantora Clélia Simone.

Bonita camiseta, Fernandinho – Ustop

Um clássico da publicidade brasileira da década de 80, o comercial da Ustup de 1984 fez tanto sucesso que o slogan da campanha entrou para o vocabulário do brasileiro.

Não esqueça minha Caloi – Caloi

A distribuição dos bilhetinhos pelas casas brasileiras com o slogan “Não esqueça a minha Caloi” acompanhou a incansável batalha da criançada para ganhar de presente a sua tão sonhada bicicleta.

Baixinho da Kaiser – Kaiser

José Valien, o personagem em questão fez tanto sucesso, que após anos voltou, em 2014, a protagonizar as campanhas da marca.

Aquarela – Faber Castell

Sucesso do compositor Toquinho, "Aquarela Faber-Castell" é considerado até hoje um dos comerciais mais marcantes e inovadores da publicidade brasileira. Produzido pela Start Anima.

Folha de São Paulo – Hitler

“É possível contar um monte de mentiras dizendo só a verdade”. A criação é de Nizan Guanaes, com direção de Andrés Bukowinski, da W/GGK (futuramente W/Brasil, atual WMcCann).O filme "Hitler" ganhou inúmeros prêmios de propaganda em 1988, inclusive o Leão de Ouro no Festival de Cannes, o mais importante de todos.

Carlos Moreno – Garoto-Propaganda Bombril

A primeira campanha de Moreno com a Bombril foi ao ar em 1978, e ele ficou no ar até 2004, sem interrupções. O garoto-propaganda é recordista do Guinness Book por mais tempo de permanência no ar.

 

Flávia Hill

Deixe seu comentário: