El Ojo 2016

“Cultura é uma ferramenta de inovação e é necessário investir nela”

migs

A cultura de uma empresa são os valores e comportamentos partilhados pelos colaboradores. Uma boa organização pode motivar funcionários e ocasionar um crescimento da companhia. Assim como uma cultura “desorganizacional” também pode empurrar toda a estrutura lá para baixo.

Sabendo da importância cada vez maior deste assunto, O El Ojo 2016 convidou Miguel Simões, CEO da LOLA MullenLowe Espanha, para falar um pouco sobre como é possível estruturar e fazer uma agência se expandir.

”Sempre ouvi que um bom líder tem a capacidade de dar boas palestras. A partir disso, decidi falar sobre como gerir da melhor maneira. Na minha apresentação procuro demonstrar que uma cultura eficaz com contratação coerente pode trazer talentos e ambientes cada vez melhores. Em Madrid, procuramos mostrar o que é a LOLA, abrindo nossas portas para jovens promissores”, conta Miguel.

Ações como essa, desmistificam a rotina criativa, atraem pessoas interessadas e popularizam o DNA da companhia “Sua reputação é externa. A cultura é a alma, ela é interna. Por isso, ela é o pilar de uma empresa e é imprescindível utilizá-la para crescer e atrair profissionais que se encaixam. Agindo dessa maneira, a tendência é crescer e auxiliar de modo cada vez melhor as marcas. Pois como eu defendo, cultura é uma ferramenta de inovação e é necessário investir nela”, disse o português.

Para fechar sua fala, o CEO escolheu o case de Magnum. Na campanha, a LOLA MullenLowe externalizou sua visão de publicidade e fez com que a receita da marca triplicasse suas vendas em 6 anos.

Confira abaixo como toda a estratégia foi pensada:

 

Deixe seu comentário: