Dez filmes imperdíveis de Woody Allen

café

Não vou entrar aqui no mérito da vida pessoal de Woody Allen. Se ele fez ou não o que é acusado.  Não sei o suficiente (e muito menos tenho provas), então é melhor nesse momento analisar seus méritos como diretor do que como homem. E como diretor, ele é o máximo! Imagine um cara que com 82 anos, faz um filme por ano, uns mais fracos, outros mais brilhantes, mas sempre bem acima em termos de qualidade do que a maioria  das produções que chegam aos cinemas.

Esta semana chegou às telas mais um de seus filmes, Café Society. É uma aula de cinema, desde a iluminação, o figurino, a reconstituição de época, a direção de atores além, é claro, do roteiro. Ele consegue ter uma vitalidade que é invejável para qualquer pessoa que lide com criação. Além disso, finalizou uma série para a Netflix, Crisis in 6 Scenes, com seis episódios, programada para ser lançada em 30 de setembro.

Com tudo isso, separei aqui os meus dez destaques de Woody Allen. Não quer dizer que são os melhores ou piores (que no caso dele, são sempre bons), mas que foram marcantes em termo de linguagem ou conteúdo. Devem ser conhecidos! Estão disponíveis na Netflix, em DVD, em alguma sessão de canal a cabo. São fáceis de achar e imprescindíveis para quem quer melhorar sua cultura cinematográfica:

1- A Rosa púrpura do Cairo (1985)

Para mim é simplesmente a obra imperdível e inigualável do diretor. Uma mulher resolve ir ao cinema e de repente os atores saem da tela e ela se apaixona. Com Mia Farrow e Jeff Daniels

2- Tudo o que você queria saber sobre o sexo (1972)

São sete histórias divertidas com vários comediantes. A estrelada por Woody é a mais divertida. Ele é um espermatozoide que se prepara para agir em “O que Acontece durante a Ejaculação”. Hilário!

3 - Um Misterioso Assassinato em Manhattan (1993)

Esse foi feito logo após a separação ruidosa de Woody e Mia Farrow, então o diretor chamou sua amiga e ex-namorada Diane Keaton para fazer essa ótima versão de comédia inspirada em Janela Indiscreta. Adoro!

4 - Vicky Christina Barcelona (2008)

Este não tem nada de comédia. É um romance quente sobre duas amigas (Scarlett Johansson e Rebecca Hall) que conhecem um espanhol muito sexy (Javier Barden, bem demais!!!) numa viagem à Europa.

5 - Meia-Noite em Paris (2011)

Foi o maior sucesso da fase recente da carreira de Woody. Ao passear pelas ruas de Paris, um escritor (Owen Wilson) é transportado para a Paris dos anos 20 onde conhece gente como Ernest Hemingway, Cole Porter e F. Scott Fitzgerald (alguém lembra que era Tom Hiddleston que fazia o papel?).

6 - A Era do Rádio (1987)

Um olhar nostálgico e lindo sobre a época romântica onde o rádio era o ponto central da casa, no momento em que a família se reunia para saber das notícias e escutar os seriados. É também muito autobiográfico (como sempre nos filmes do diretor) já que várias das aventuras do menino são inspiradas na infância do próprio Allen.

7 - Todos Dizem Eu te Amo (1996)

Um musical romântico? Ainda com Julia Roberts e Drew Barrymore? Este filme improvável é uma delícia, contando a história de uma família e todos os seus agregados que se prepara para a festa de noivado de uma das filhas. O mais impressionante é ver como Edward Norton canta bem!!

8 – Sonhos Eróticos de uma Noite de verão (1982)

Talvez seja o mais bonito filme, visualmente falando, de Woody Allen. Um inventor desastrado e sua esposa vão passar um fim de semana no campo com outros dois casais de amigos. Foi também o primeiro de sua parceria com Mia Farrow.

9 – Manhattan (1979)

Muitos consideram este o melhor filme de Woody, o seu 8 e meio. Tem todos os ingredientes clássicos de seus filmes. Um roteirista divorciado, que namora uma adolescente, se apaixona pela amante de seu melhor amigo.

10 – Café Society (2016)

O seu filme mais recente está em cartaz nos cinemas e traz de volta Woody na melhor forma. Jesse Eisenberg faz o seu alter ego da vez, como um jovem de Nova York, que vai para Hollywood para tentar a sorte e conhece o amor. Bonito, divertido e emocionante, tem ainda Steve carell, Kristen Stewart e Blake Lively no elenco.

Deixe seu comentário: