O Mecanismo e O Negócio entram na luta pela audiência de séries

as
Crédito: Jose Luis Beneyto

O formato de séries de ficção para produções nacionais vem crescendo a cada ano. O que antes era quase uma exclusividade da HBO, com produções como Mandrake e Filhos do Carnaval, hoje se estende até a TV aberta, que ainda busca entender melhor o formato e não simplesmente transformá-la numa mini-novela. E agora, num período de uma semana, duas grandes novas produções serão lançadas para semear ainda mais esse caminho.

O Negócio é a primeira série brasileira da HBO a atingir a marca de quatro temporadas. E essa quarta chega em grande estilo, estreando ao mesmo tempo em mais de 50 países, inclusive nos Estados Unidos. Aqui no Brasil, ela vai estrear no canal no dia 18, às 21 horas. A diferença na forma elegante de contar a história das garotas de programa que decidem usar técnicas de marketing para conseguir clientes não tem paralelo entre as séries brasileiras. Para quem não conhece, as três primeiras temporadas estão disponíveis no aplicativo HBOGo.

Agora, Karin (Rafaela Mandelli) está de volta, decidida a lançar um livro contando sua história. Com isso, Luna (Juliana Schalch), Magali (Michelle Batista), Mia (Aline Jones) e o divertido cafetão Ariel (Guilherme Weber) terão que revelar para suas famílias a verdade sobre o que realmente fazem na vida. Isso provoca situações tanto divertidas – as de Luna e Magali – quanto dramáticas – Karin e Mia. Além disso, o que já é perceptível pelo primeiro episódio, a temporada deverá mostrar a luta de Karin para combater o preconceito, e ainda a determinação das meninas de construir um hotel de luxo monumental. Novos atores também vão entrar na história. Eduardo Moscovis será um charmoso âncora de um programa de TV, Rodrigo Pandolfo será um amigo de infância de Oscar (Gabriel Godoy), e Dalton Vigh será um promotor, “defensor da moral e dos bons costumes”.

Já na próxima semana, dia 23, o acontecimento será a estreia na Netflix de O mecanismo, série criada por José Padilha (Tropa de Elite) e estrelada por Selton Mello. A sinopse oficial diz que é  uma história inspirada em acontecimentos reais do Brasil e que impulsionaram o maior escândalo de corrupção de todos os tempos. Ela retrata como um pequeno grupo de obstinados investigadores que acaba desvendando um monstruoso esquema de corrupção no Brasil e o impacto dessa descoberta em todos os envolvidos e neles próprios, naquilo que todos nós conhecemos como a Lava-Jato.

Aqui, ao contrário do filme Polícia Federal: A Lei é para Todos, O Mecanismo toma certas liberdades criativas, e, portanto, não usa os nomes reais dos envolvidos. Ela é baseada no livro Lava Jato - O Juiz Sergio Moro e os Bastidores da Operação que Abalou o Brasil, de Vladimir Netto, e segue como fio condutor a história de Marco Ruffo (Selton Mello), que começa as investigações devido a uma diferença com Roberto Ibrahim (Enrique Diaz), o primeiro doleiro a ser preso na operação. Ao lado de Ruffo, está a policial Verena (Caroline Abras), que a partir de um determinado momento se torna a principal pessoa da investigação da Lava-jato.

Os três episódios iniciais foram liberados para a imprensa. O primeiro, dirigido por Padilha, é um pouco mais lento, mas a partir do segundo, a trama começa a funcionar melhor com momentos de suspense, que vão envolver mesmo que você conheça bem a história real. Uma coisa é certa, a série vai despertar discussões acaloradas sobre seu tema.

Para conferir mais sobre séries e cinema entre no Blog de Hollywood.

Deixe seu comentário: