O que esperar do Oscar 2017?

La la land

Nessa mesma época do ano passado, a cerimônia do Oscar passava por um momento difícil. A reclamação geral de que o evento havia parado no tempo, que era também preconceituoso – para isso foi criada a hashtag #oscarsowhite – e que não era relevante porque só tinha velhinhos brancos que votavam nos finalistas. A presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, Cheryl Isaacs Boone, foi rápida. Anunciou um plano de cinco anos, para diversificar o quadro de seus membros. Os primeiros passos incluíram convidar mais mulheres e pessoas de diferentes etnias para o júri.

Quando foram anunciados os indicados de 2017, já havia um reflexo dessas mudanças. Seis filmes têm a ver com temas caros a população negra, além de pelo menos dez dos atores e cineastas. Isso sem contar que Lion: Uma Jornada para Casa se passa na Índia e tem vários atores de ascendência indiana, além do indicado a melhor ator coadjuvante, Dev Patel.

Com isso, a Academia está mais tranquila este ano, mas é esperado que a festa tenha discursos bem inflamados no que diz respeito à política e à presidência de Donald Trump. Afinal, Hollywood já deixou bem claro seu posicionamento quanto às ideias do presidente (e vice-versa). Mas tirando tudo isso, falando sobre filmes e os melhores do ano, a expectativa é que La La Land: Cantando Estações seja o grande vencedor da noite. O musical vem dominando as premiações de cinema, e no caso do Oscar, chega com o maior número de indicações da história, 14, que o deixa no mesmo patamar de outros dois recordistas, A Malvada e Titanic. Por mais que adore o filme e acredite que ele tem uma importância histórica, ao apresentar um musical totalmente diferente que, ao mesmo tempo, homenageia os maiores do gênero da história, não creio que ele baterá recordes de estatuetas. Minha expectativa é de algo entre sete e nove prêmios. Afinal, ainda há muita gente que tem preconceito com o gênero. E mesmo entre os fãs, também há muitos que têm suas restrições com relação a tudo que é novo e diferente.

De qualquer forma, se você está participando de algum bolão, ou festa do Oscar, aqui vão as minhas previsões. Levei em conta os prêmios dos sindicatos, bolsas de apostas, análise de sites americanos especializados e minha experiência de anos e anos estudando a história do prêmio. Mas, é claro, sempre há espaço para surpresas.

Filme – La La Land: Cantando Estações
Diretor – Damian Chazelle – La La Land: Cantando Estações
Atriz – Emma Stone – La La Land: Cantando Estações
Ator – Denzel Washington – Um Limite entre Nós
Atriz Coadjuvante – Viola Davis – Um Limite entre Nós
Ator Coadjuvante - Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar
Roteiro – Manchester à Beira-Mar
Roteiro Adaptado – Moonlight: Sob a Luz do Luar
Mixagem de Som – La La Land: Cantando Estações
Trilha Sonora -  La La Land: Cantando Estações
Fotografia – La La Land: Cantando Estações
Cenografia – La La Land: Cantando estações
Figurino – Jackie
Cabelo e Maquiagem – Star Trek : Sem Fronteiras
Edição – La La Land: Cantando Estações
Edição de Som – Até o Último Homem
Efeitos Visuais- Mogli o Menino Lobo
Animação – Zootopia
Canção – City of Stars – La La Land: Cantando Estações
Filme Estrangeiro – O Apartamento
Documentário de Curta-Metragem - Extremis
Curta-Metragem de Animação - Piper
Documentário Longa – O.J.: Made in America
Curta Metragem – Ennemis Interieurs

No domingo, dia 26, o canal E! irá começar a transmitir direto do tapete vermelho às 19.30 e a a TNT iniciará a transmissão  da cerimônia com comentários de Rubens Ewald Filho, às 21.30. Desde as 19.30, eu farei a cobertura do evento nas redes sociais do Blog de Hollywood.

Deixe seu comentário: