A pós-vida de Game of Thrones

GOT

Costumo brincar com os amigos dizendo que na TV e no cinema, só morre mesmo quem não tem sucesso. Isso explica o retorno de personagens - Vin Diesel em Triplo X, por exemplo - e a grande quantidade de “revivals” de séries  no tempos recentes  - X-Files, Full House, Prison Break. Portanto, é claro que quando a HBO anunciou que seu maior sucesso de todos os tempos, Games of Thrones, teria somente mais duas temporadas, e ainda mais curtas do que as anteriores, todo mundo já sabia que esse fim não seria definitivo.

Há muito tempo se ouve falar da possibilidade de spinoff’s da história. Eu por exemplo adoraria conhecer mais sobre todo o amor impossível de Lyanna Stark e Rhaegar Targaryen, mais conhecidos como os pais de Jon Snow (Kit Harington). Ou ainda sobre a adolescência de Jaime, Cersei e Tyrion (Nikolaj Coster-Waldau, Lena Headey e Peter Dinklage). Já imaginou o que sairia dali? E, é claro que a HBO, produtora da série, não iria deixar todo esse potencial de lado. Então anunciou ontem(4) que fechou acordos com quatro roteiristas para desenvolver as mais diferentes possibilidades de histórias para dar continuidade ao reinado de Game of Thrones.

Eles são Max Borenstein (Kong: A Ilha da Caveira), Brian Helgeland (Lendas do Crime), Jane Goldman (Kingsman: O Círculo Dourado ) e  Carly Wray (Mad Men, The Leftovers). As duas últimas inclusive irão trabalhar separadamente com o autor dos livros, George R.R. Martin. Os produtores e showrunners de Game of Thrones, Dan Weiss e David Benioff, também estarão envolvidos com os quatro projetos, assim como Martin, que obviamente não vai escrever nenhum deles. Afinal, ele não consegue nem acabar o próximo livro, não é mesmo?

O final da sexta temporada da série na TV no ano passado chegou a quase 9 milhões de pessoas nos Estados Unidos, o que é considerado um número excelente visto que a HBO é um canal premium e, portanto, atinge bem menos gente que os canais abertos. Entre os consumidores multiplataforma, os números chegaram a 23.6 milhões na temporada. No Brasil, para se ter uma ideia, o episódio de estreia, The Red Woman, que, em tese, iria mostrar o que todos queriam saber, ou seja, o que tinha acontecido com Jon Snow, rendeu um aumento de 148 % na audiência da HBO Brasil, seu maior número em oito anos.

A sétima temporada, que terá sete episódios, está programada para estrear em 16 de julho, ao contrário das anteriores que geralmente começavam em abril. Segundo os produtores, era para aproveitar o tempo mais condizente com a história, afinal, "O Inverno Chegou"!

Deixe seu comentário: