Velho Chico fica de fora do catálogo internacional da Globo

Velho Chico

Ainda no ar, "A Lei do Amor" e "Sol Nascente" já entraram no catálogo de vendas internacionais da Globo. Mas "Velho Chico", novela que antecedeu "A Lei do Amor", ainda não faz parte das ofertas da emissora para o mercado externo. Assim se apresentou a Globo Internacional na Natpe, feira de TV que reúne distribuidores, produtores e programadores do mundo todo, realizada este mês, em Miami.

Questionada pelo TelePadi  sobre a ausência do folhetim de Benedito Ruy Barbosa, por meio de sua assessoria de imprensa, a Globo Internacional alegou o seguinte: "A seleção dos produtos que oferecemos em nosso catálogo obedece a critérios artísticos e de negócios. A obra precisa fazer sentido no mix de produtos que compõem a oferta que levamos a cada uma das feiras. É isso que define o timing e o formato com que cada uma chega ao mercado internacional." A assessoria, no entanto, não soube precisar por quais razões "Velho Chico" não faria sentido num pacote composto por títulos de diferentes estilos. Além de "Sol Nascente" e "A Lei do Amor", a Globo levou à Natpe as séries "Justiça", "Nada Será como Antes" e "Supermax" (a versão internacional, em espanhol), e as novelas "Além do Tempo", "Totalmente Demais", "Haja Coração" e "Liberdade liberdade".

A pergunta é: a Globo pretende editar o desfecho de "Velho Chico" antes de exportá-la? O fim poderia ser antecipado para que a história se encerrasse enquanto houver cenas com a presença física de Domingos Montagner, morto a poucas cenas do final programado por Benedito e seu neto, Bruno Luperi? Dessa forma, as sequências em que o diretor Luiz Fernando Carvalho recorreu à câmera subjetiva, que fazia do olhar do espectador o olhar do ator, não chegariam a integrar a versão internacional. Há pelo menos duas sequências com o ator que poderiam servir como desfecho, uma delas sem maiores consequências para a definição dos outros personagens e que foi justamente a última cena gravada pelo ator, ao lado de Camila Pitanga e Gabriel Leone (correspondente à imagem deste post).

Justifica apenas que ainda não há definição sobre o assunto. Todas as novelas são submetidas a alguma reedição, em geral para que as novelas sejam empacotadas com número mais reduzido de capítulos. No caso de "Velho Chico", essa é uma questão que pede atenção extra, uma vez que telespectadores de outros países não terão, necessariamente, conhecimento sobre a morte do protagonista, Santo dos Anjos, na vida real, a poucos dias do encerramento das gravações. Montagner morreu na tarde de 15 de setembro, dia em que foi gravada a cena correspondente à foto acima, por afogamento, em Canindé do São Francisco. Ele foi dar umergulho no Rio São Francisco, que fava nome à trama, com a amiga Camila Pitanga, seu par na ficção, e foi arrastado pela correnteza.

Veja mais sobre TV e outras telas em TelePadi

Deixe seu comentário: