Campanha Canon mostra que mãe é mãe, independente do arranjo

canon

Duas mães falam dos aprendizados, bons momentos e das difíceis decisões que a maternidade pode proporcionar. Pode parecer clichê, até você saber que, na verdade, essas duas mães são um casal que decidiu construir uma família. Esse é o fio condutor do novo filme da Canon, criado pela Dentsu Brasil para esse Dia das Mães.



Casadas há dez anos, Priscila Harder e Juliana Offenbecker, mães das gêmeas Luna e Maya, de cinco anos, são o primeiro casal de mulheres no Brasil a conseguir registrar duas mães nas certidões de nascimento das filhas, que foram concebidas via fertilização intrauterina.



Como costume nas campanhas desenvolvidas pela agência para a Canon, o filme retrata a história de pessoas reais em momentos igualmente reais. Em vista dos debates sobre o conceito de família, que permeiam tantas pautas da sociedade atual, os obstáculos e os momentos vividos por essas mães são realidades que não podem mais ser ignoradas.

Veja também:Canon capta a emoção do primeiro Dia das Mães de uma mulher

Ou ainda: 'Ser mãe é assustador': Canon mostra o outro lado da maternidade

Para Tânia Abe, diretora de marketing Canon, o intuito era mostrar que o que menos importa é o arranjo e a Canon como uma empresa que valoriza a diversidade optou por enfatizar o quão "é especial criar um filho": "A Canon, que  respeita  o valor do indivíduo e valoriza a diversidade, retrata nesta campanha as várias formatações de famílias”.

O diretor de criação da Dentsu, Filipe Cuvero, examina o movimento da empresa: “a história da Juliana e da Priscila é muito especial e merecia ser retratada de forma delicada e sensível. A campanha mostra que Canon tem um posicionamento bastante consistente e coerente, e que além disso, é uma marca que está sintonizada com o momento atual e com as preocupações da sociedade”.

No filme de menos de dois minutos, dirigido por Adriana Yanez, as mães comentam que o caminho que tomaram para chegar onde estão hoje nem sempre foi fácil. “Quando decidimos ter [as filhas], já tínhamos passado por todos os medos”, conta Juliana. Priscila ressalta a dificuldade que envolve a escolha de ter filhos: “você não sabe como vai estar o mundo, você não sabe se elas [as filhas] vão ser aceitas…”

Falas que refletem preocupações que todos os tipos de casal possuem. E é essa a mensagem transmitida pela Canon: “Mãe é mãe em qualquer família”.

Deixe seu comentário: