Comitê da diversidade da Coca-Cola causa desconfiança nas redes sociais

coca
Crédito: Lucas Landau

Mês passado, a Coca-Cola preparou uma ação interna durante o Mês do Orgulho LGBT que quebrou a internet. A campanha surgiu por parte de um grupo encarregado de trabalhar a diversidade sexual na companhia. Mas se a campanha foi sucesso absoluto, as redes sociais não deixaram passar quando a marca decidiu mostrar parte do time em questão, composto pelo já conhecido padrão: homem branco.

No site próprio, a Coca-Cola falou sobre a campanha: “Apesar da latinha ter sido criada pela agência de publicidade David, a ação interna nasceu de muitas cabeças, incluindo alguns representantes do Comitê Lideranças para o Futuro, formado pela Coca-Cola Brasil em 2012. Naquela época, o grupo — formado por homens e mulheres e aberto a todas as pessoas da empresa — estava focado exclusivamente nas discussões sobre gênero. Três anos depois, ele foi ampliado e agora outros temas fazem parte da agenda: raça, geração, pessoas com deficiência e diversidade sexual”.

O buraco entre sua atitude externa e interna foi confrontado na internet: Enquanto alguns acham que há que se “começar de algum lugar”, outros defendem que não se sentem representados pela diversidade apontada pela marca.






Ainda no site próprio, a Coca-Cola relatou que o comitê trata-se de um passo importante e que o foco agora está nas mulheres LGBTs: “A criação do comitê LBGT+ foi um passo importante na cultura da empresa. Os benefícios dos funcionários já haviam sido estendidos para os casais homoafetivos, e o grupo continuará trabalhando para que a Coca-Cola Brasil seja uma empresa cada vez mais inclusiva. A ideia agora é atrair mulheres LGBTs e pessoas heterossexuais para o grupo”.

Depois de centenas de comentários na página, a marca respondeu o público: "Obrigado pelos comentários, pessoal. As críticas sempre são um aprendizado e nos fazem evoluir. Percebendo o interesse de vocês pelo assunto, modificamos a legenda da publicação para esclarecer que o grupo LGBT+, aberto a todas as pessoas da empresa, éapenas um dos núcleos do Comitê de Diversidade, que é composto de outros quatro grupos, dedicados a gênero, raça, geração e pessoas com deficiência. A galera acima representa apenas parte deste grupo. Estamos nos esforçando para que o comitê amplie cada vez mais sua representatividade".

Qual sua opinião sobre o ocorrido? Deixa um comentário contando para a gente!

Deixe seu comentário: