La guerre des Nutella: franceses se estapeiam por chocolate

sda

É muito comum comentar sobre a civilidade e a reação de clientes em promoções absurdas. No País, o caso mais conhecido é dos Supermercados Guanabara que na data do seu aniversário põem os preços lá embaixo e algumas pessoas entusiasmadas vão, literalmente, ao chão com as ofertas.

Em montagens pela internet é comum encontrar famílias em fotos editadas que brincam com os possíveis hematomas para conseguir os produtos mais cobiçados.

Tido como uma forma controversa de atrair fregueses, alguns brasileiros levantam questões sobre a responsabilidade da empresa ao incentivar atitudes de tanta incivilidade por parte do público. E se alguns se divertem com a comoção popular, outros dizem que isso é coisa do “povão” e “só podia acontecer no Brasil mesmo”.

No entanto, um fato na última semana (26) ocorrido nos supermercados franceses Intermarché mostra que o apetite por preços baixos é igual em qualquer lugar do mundo. Tudo começou quando a rede não pensou muito na responsabilidade em dar descontos de 70% sem mais nem menos e pôs Nutella nas gôndolas por apenas € 1,40 (cerca de R$ 5,47).

Segundo a BBC, pela drástica mudança no valor, a França de Norte a Sul foi tomada por uma onda de gula e violência que deu origem a vídeos que se tornaram virais e mostraram que há mais coisas entre o Guanabara e o Intermarché do que pode imaginar nossa vã filosofia.

"Eles são animais. Uma mulher teve o cabelo puxado, jogaram uma caixa na cabeça de uma idosa, outra pessoa está com a mão sangrando", declarou um estupefato cliente de Rive-de-Gierà, região central da França, em entrevista ao jornal francês Le Progrès.

Deixe seu comentário: