Porta dos Fundos cria "merchan" maluco de Listerine

Listerine

Como fazer a inserção de um produto em uma cena sem perder a essência do contexto em uma estratégia de product placement? Certamente as ideias têm a influência de um de seus fundadores, o humorista e publicitário Antônio Tabet, mas o fato é que o Porta dos Fundos tem conseguido misturar com sucesso marcas e risos em suas produções.

Com o nome “Monstro”, o mais novo filme do coletivo de humor usa a metalinguagem para inserir o enxaguante bucal Listerine em diálogos hilários entre os atores. No vídeo, depois de criticar um product placement mal feito e sem contexto na televisão, os atores começam a fazer os “merchans” mais malucos possíveis do produto. Veja o filme:

Sempre hábeis em fazer a conexão do conteúdo com as marcas, o Porta dos Fundos não é iniciante nesta técnica de usar a metalinguagem para fazer product placement. Há três anos, o vídeo “Cenas Excluídas”, contava com uma aparição improvável e bastante engraçada de Danette.

Deixe seu comentário: