Após polêmica com WhatsApp, Viber e Telegram discutem no Twitter

<p>
	Ap&oacute;s pol&ecirc;mica com WhatsApp, Marcas discutem no Twitter (Reprodu&ccedil;&atilde;o/Twitter)</p>

Interações entre marcas não são novidades nas mídias sociais. Tanto que o Adnews já relatou alguns bate-papos históricos entre certas empresas (como nesta conversa entre Ponto Frio, Netflix e Itaú). Mas internautas que passaram pelo Twitter na última quinta-feira (26) observaram uma discussão entre aplicativos.

Depois das ameaças de bloqueio ao WhatsApp no Brasil, o perfil do Viber no Twitter aproveitou o buzz para promover seus serviços. Só que além de falar do possível bloqueio ao WhatsApp, o post também mencionou supostos problemas de segurança do Telegram, outro app de mensagens.

"Whatsapp pode ser bloqueado e Telegram cheio de problemas de segurança. Baixe o Viber e continue trocando msgs!", dizia a mensagem. O Telegram rebateu. "Tenha mais cuidado ao twittar. Não é bom espalhar falsos boatos para obter usuários. Tente ter grandes recursos em vez disso. ;)".

O Viber respondeu com um ASCII do meme "meça suas palavras, parça". Seguidores entraram na conversa que foi ganhando um tom menos sério ao longo das postagens, mas o Telegram fez questão de desmentir uma matéria tuitada por um dos internautas que falava das supostas falhas de segurança do app.

Provocações entre marcas não são novidade, vide o que a Samsung costuma fazer com a Apple. Mas será que uma discussão como esta abaixo é sadia para a percepção que o público tem de seu produto? Comente.

 

Por Leonardo Araujo

Deixe seu comentário: