Criador da Web apoia Marco Civil da Internet no Brasil

Há duas semanas um homem chamado Tim Berners-Lee ganhou destaque na imprensa internacional. Ele é o criador da World Wide Web  ou o famoso www que você digita no browser de sua tela quase todos os dias. Curiosamente, nesta segunda-feira (24), ele se pronunciou sobre o Marco Civil da Internet no Brasil, através de um comunicado. Ele apoia o projeto que foi criado para estabelecer direitos dos internautas brasileiros e obrigações de prestadores de serviços na web (provedores de acesso e ferramentas on-line). Cabe lembrar que a votação está prevista para essa semana, mas já foi adiada uma série de vezes. Se desfecho incerto tem causado divergências de toda a sorte, inclusive políticas.

“Pessoas em todos os lugares estão demandando que seus direitos humanos sejam protegidos online. Se o Marco Civil for aprovado, sem mais adiamentos, este teria o melhor presente de aniversário possível para os usuários da web no Brasil e no mundo. Eu espero que com a aprovação desta lei, o Brasil solidifique sua orgulhosa reputação como um líder mundial na democracia e no progresso social, e ajude a inaugurar uma nova era – onde os direitos dos cidadãos em todos os países ao redor do mundo sejam protegidos por leis digitais de direitos”, diz Berners-Lee.

O comunicado acrescenta que “como a Web, o Marco Civil foi criado por seus usuários – um processo inovador, inclusivo e participativo que resultou em uma política que equilibra os direitos e responsabilidades dos indivíduos, governos e corporações que usam a internet . Claro que ainda há discussões sobre algumas áreas, mas o projeto reflete a Internet como ela deveria ser: uma rede aberta, neutra e descentralizada, na qual os usuários são o motor para colaboração e inovação.  A lei tem entre seus fundamentos a garantia de direitos humanos como privacidade, cidadania e a preservação da diversidade e do propósito social da Web”, completa.

Redação Adnews

Deixe seu comentário: