Stranger foods: lançamentos inusitados de marcas

Stranger foods

Esticar a área de atuação das empresas nem sempre é garantia de sucesso ou retorno monetário. O terreno para se estender uma marca é tênue, algumas vezes difícil e às vezes não faz muito sentido, mesmo. Aqui, reunimos alguns dos fracassos que resultaram das tentativas de algumas empresas em expandir seus produtos no setor alimentício. Todos atentos?

Iogurte - Cosmopolitan

Em 1999, o pessoal da revista Cosmopolitan teve uma ideia: entrar no ramo de alimentos. Mulheres gostam de Cosmo, mulheres gostam de iogurte.... provavelmente gostariam do Cosmo iogurte, certo? Bom, nem tanto, o produto saiu das prateleiras tão rápido quanto chegou.

Limonada Frito Lay - PepsiCo

Quem não fica com sede ao comer salgadinhos? Apesar de ser algo aparentemente lógico (acompanhar um lanche com uma bebida), quando Frito-Lay (PepsiCo) lançou sua limonada, o produto ficou estacionado nas prateleiras dos mercados. Do ponto de vista do consumidores, a "bebida doce e frutada” tinha  “pouca conexão com outros produtos Frito-Lay". 

Ketchup colorido – Heinz

O ketchup Heinz é um ícone mundial. Por que mexer com ele? Foi exatamente o que a Heinz decidiu fazer em 2000, quando virou o mundo do ketchup de cabeça para baixo no lançamento do produto nas versões roxa, rosa, laranja,verde, azul esverdeado e por fim, azul.

A primeira entrada de cor foi o 'Blastin' Green, criado como um ketchup promocional em apoio ao primeiro filme de Shrek - as mães e crianças vieram correndo. Cada nova cor resultou no aumento do volume de vendas. Segundo o Fast Company, “25 milhões de garrafas de ketchup colorido foram vendidas, ajudando a Heinz a conquistar um máximo histórico de 60% do mercado de ketchup dos EUA, antes de as vendas terem diminuído, resultando na retirada da marca EZ Squirt das prateleiras até janeiro de 2006”.

Veja também:5 marcas que sairam de seu segmento de um jeito totalmente louco

Colgate Kitchen Entrées - Colgate

Em 2013, a Colgate, famosa marca de cremes dentais, apesar de ter, entre outros, produtos voltados para o cuidado pessoal, limpeza do lar e nutrição animal em geral, optou por usar o mesmo nome para produzir jantares congelados, o que simplesmente, não funcionou. Rumores indicam que a tentativa de aproximar alimentação com creme dental não foi uma boa ideia.

Cocaine High Energy Drink – Redux Beverages

Esta não é extensão, mas é no mínimo, inusitada: A Redux Beverages criou uma bebida energética e chamou-a de "cocaína". É sério! Alguém pensou ser uma boa ideia nomear uma bebida em homenagem a uma droga ilegal. Para Jamey Kirby, inventor da bebida, “quando uma pessoa vê o nome da bebida, algum efeito psicológico acontece e a pessoa já está experimentando o zumbido de energia antes mesmo de abrir a lata". Os fabricantes da bebida afirmam que é 350% mais forte que o energético Red Bull.

Deixe seu comentário: