Grechten Colón processa consultoria que prestou serviço para Turner

Grechten Colón Processo Turner

A Turner está envolvida em uma denúncia de discriminação racial. O processo, movido por Grechten Colón, ex- vice-presidente executiva de vendas publicitárias da Turner Latin America, compromete diretamente o presidente da Turner Internacional, Gerhard Zeiler. A ação afirma que o executivo adotou o paradigma cultural da consultoria de psicologia empresarial YSC para tomar algumas das suas decisões com relação aos funcionários do grupo. A consultoria é ré direta no processo.

Segundo a ex-executiva do grupo, os serviços da consultoria recomendam a contratação e promoção de candidatos e funcionários com base no chamado "DNA cultural".

De acordo com o processo, a consultoria compilou bases de dados de funcionários organizadas por etnia. Colón, que é porto-riquenha, diz que essa consultoria manteve bancos de dados de avaliações pessoais de candidatos para cargos corporativos, e que essas avaliações eram baseadas em etnias e estereótipos culturais, que violam as leis federais dos direitos civis.

Segundo o "DNA Cultural" considera-se a identidade do grupo étnico na tomada de decisões, pois cada grupo possui um "DNA cultural" distinto que é moldado por seu único conjunto de genes, uma "história profundamente enraizada e predileções históricas ''. O conceito sugere, por exemplo, que os latino-americanos sejam mais "independentes, rebeldes e hiperativos" e que apesar de "terem estilo de liderança", são "muito menos propensos a produzirem resultados".

Grecthen diz que chegou ser avaliada em uma longa entrevista pela YSC, que usou como base esses paradigmas de "DNA Cultural". Ela estava disputando uma promoção no grupo.

Segundo a ação, foi justamente essa avaliação que fez com que Gretchen perdesse a disputa para a vaga de presidente de operações latino-americanas da Turner.

Colón, que ficou 20 anos na empresa, assumiu em 2013 a vice-presidente executiva de vendas publicitárias da Turner Latin America, cuidando também do negócios dos canais Turner (Cartoon, TNT, Warner) no Brasil.

Segundo Michael Marinello, vice-presidente sênior de Comunicação Corporativa da Turner, o grupo não tem nenhuma relação formal ou permanente com a YSC. E que já utilizou o serviço de consultoria referido, mas não o faz com frequência.

A Turner diz que a YSC é uma conhecida empresa de consultoria mundial, cujos clientes incluem a Discovery Communications, a Reuters e a BBC.

A administração da Turner afirma que não teve conhecimento prévio dos conteúdos do "DNA Cultural", que não adota suas teses, nem acredita que elas sejam cientificamente fundamentadas.

As informações são da jornalista Keila Jimenez.

Deixe seu comentário: