Netflix apresenta ao mundo sua TV interativa

netflix

A Netflix deu mais liberdade para o público na escolha de sua programação. A partir de hoje, a plataforma lança recursos interativos exclusivos que estão em desenvolvimento há quase dois anos, e que permitem aos espectadores escolherem o resultado dos programas enquanto assistem. A ferramenta está disponível em plataformas e transmissões de smart TV e também em dispositivos como o Apple TV e Chromecast.

Em comunicado à imprensa a marca abordou o movimento: "Os criadores de conteúdo têm o desejo de contar histórias não-lineares como essas, e a Netflix sempre quis oferecer essa liberdade para que os autores tentem coisas novas e façam um melhor trabalho". E complementou:"Ser uma empresa baseada na internet nos permite trazer novos formatos e entregar em escala a milhões de membros em todo o mundo em vários tipos de dispositivos, além de aprender com cada um deles".

Por enquanto, o recurso só está disponível em determinados conteúdos para crianças e família: “Puss in Book: Trapped in a Epic Tale”, e “Buddy Thunderstruck: The Maybe Pile”, que será liberado em 14 de julho. Ao assistir os espectadores serão apresentados a uma tela que oferece dois possíveis resultados da cena que se desenrola. A escolha é feita ao tocar a tela de um dispositivo móvel ou pressionando a seta correspondente em um controle remoto de TV inteligente e pronto.

A Netflix tem mais de 100 milhões de usuários em todo o mundo, e cerca de 54% das famílias se envolvem com a programação infantil e familiar. "O espaço de programação das crianças foi um lugar natural para começarmos porque as crianças estão ansiosas para "brincar" com seus personagens favoritos e já estão inclinados a tocar, tocar e deslizar para as telas". "Eles também conversam com suas telas, como se os personagens pudessem ouvi-las. Agora, essa conversa pode ser bidirecional. É sobre encontrar as histórias certas - e contadores de histórias - que podem contar essas narrativas complexas e trazê-las à vida em um caminho convincente". 

Deixe seu comentário: