Pesquisa da Fenapro reforça otimismo financeiro na propaganda

sa

Chega à segunda edição a Van Pro – Visão de Ambiente de Negócios em Agência de Propaganda, indicador da atividade publicitária criado pela Fenapro – Federação Nacional das Agências de Propaganda, com o objetivo de identificar tendências e acompanhar o desenvolvimento e as expectativas do setor.

A pesquisa, realizada em julho, junto a 167 agências de todo o Brasil, e relativa ao desempenho do setor no segundo trimestre, apontou que, na média, houve uma ligeira melhora nos negócios, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo 40,63% dos entrevistados. Na comparação com o primeiro trimestre deste ano, o desempenho melhorou para 51% das agências entrevistadas.

Em relação às previsões para o ano de 2017, de forma geral, há uma preocupação com o desempenho no terceiro trimestre, pois 43,3% dos entrevistados preveem uma piora nos negócios. Contudo, nas projeções para o acumulado do período, o otimismo ainda prepondera, com 58,23% das agências projetando crescimento do investimento publicitário em 2017.

“A pesquisa indica que o efeito da grande turbulência política observada no segundo trimestre não gerou queda significativa de negócios para as agências de propaganda, e que, apesar da queda de otimismo no curto prazo, a maioria projeta uma melhora ao longo do ano de 2017”, destaca Glaucio Binder, presidente da Fenapro.

A Van Pro mostrou que o Centro-Oeste é a região mais otimista quanto ao desempenho previsto no ano. No Mato Grosso do Sul, 100% das agências projetam crescimento; no Mato Grosso, 87,5% fazem essa previsão, e em Goiás, 75%. Já na Bahia e em Santa Catarina, 71,43%, esperam crescer este ano, em comparação a 45% da média das agências dos demais estados, exceto Pernambuco, onde apenas 36% delas estimam uma melhora do desempenho no ano.

Deixe seu comentário: