Quanto dinheiro teria que ganhar um social media segundo a Abradi-SP?

social

Você tem dúvidas sobre como orçar ou quanto cobrar pela produção de serviços e criação de conteúdo nas redes sociais ou qualquer outra atividade digital? Para auxiliar o mercado, a Associação Paulista de Agentes Digitais - ABRADi-SP e o Sindicato das Agências de Propaganda do Estado de São Paulo - SINAPRO-SP lançaram o “Guia de Valores Referenciais para Serviços Digitais - Versão 2017”.

O documento está disponível para download gratuito no site da ABRADi-SP e o conteúdo apresenta uma média de preços praticados em São Paulo pelo mercado de marketing digital e a definição para os principais serviços na região.  Em termos de valores, a edição de 2017, teve seus preços reajustados em 4%, acompanhando a inflação do período.

Confira abaixo a tabela de social media (clique aqui para baixar o documento completo).

“É fundamental para um mercado tão recente como o digital que haja um guia de parâmetros com referências e preços justos pelos serviços prestados. Atualmente, encontramos uma variação de valores imensa e fica difícil avaliar sem critérios. E é isso que a ABRADi-SP e o SINAPRO-SP se propuseram a fazer para o Guia. Oferecemos às agências um material valioso para auxiliar na definição de preços e aos compradores entregamos referências de credibilidade para facilitar a compreensão de qual é o custo médio por cada tipo de serviço e permitir melhor avaliação de propostas recebidas”, afirma Daltro Martins, presidente da ABRADi-SP.

O Guia de Valores Referenciais para Serviços Digitais - Versão 2017 contempla os principais formatos publicitários do mundo online, campanhas digitais, análises de business intelligence, planejamento e gestão de redes sociais, produção de conteúdo e gestão de canais, monitoramento, gerenciamento de relacionamento, search engine optimization, produção de websites, hotsites, portais de e-commerce, mobile sites, blogs, landing pages, mobile apps, e-mail marketing e newsletters.

Deixe seu comentário: