Criatividade ou irresponsabilidade? Jeremy Perrott, CCO da McCann Health, é demitido

das

Nos últimos meses ocorre um fenômeno interessante. Historicamente pressionadas por prêmios, as grandes agências têm sinalizado que não querem mais só colaboradores que tragam Leões, mas, que também procuram funcionários leais.

Em posicionamento recente, grupos famosos da comunicação como WPP, Ogilvy e McCann têm limado de seus quadros premiadas personalidades da criatividade diante de relatos de más condutas dos ilustres criativos.

Depois de Martin Sorell ter deixado a WPP em abril por duvidosa gestão financeira (veja aqui) e o CCO global da Ogilvy, Tham Khai Meng (veja aqui), sair por abusos no ambiente corporativo nesta quarta-feira, (12), é a vez de Jeremy Perrott, CCO internacional da McCann Health, também fazer as malas por motivo semelhante.

Consagrado diversas vezes em Cannes e em outros festivais, o nova-iorquino sempre ocupou cargos de destaque nos escritórios por onde passou, porém, mesmo com todo o protagonismo do executivo, a McCann o cortou por alegações de linguagem ofensiva e inapropriada.

Em nota compartilhada pelo portal americano Campaign, a companhia alega que “Nossa principal prioridade é promover um local de trabalho onde as pessoas sejam respeitadas e valorizadas. Além disso, buscamos promever um ambiente em que as pessoas se sintam seguras e protegidas para denunciar ações que vão contra os valores e código de conduta".

Até o momento Perret não se pronunciou sobre o ocorrido.

 

Deixe seu comentário: