Felipe Neto crítica BV e modelo da propaganda brasileira

Felipe
Reprodução/ Youtube

Como já dissemos aqui, o YoupixCon (evento que rolou na semana passada) é um grande hub de tendências de comunicação para o mercado, incluindo algumas das maiores discussões do segmento publicitário. A maior delas começou a ser reverberada com mais força nos últimos dias, através de um áudio que se espalhou por alguns grupos profissionais do Facebook. No painel “E aí, a TV morreu ou não?”, quem resolveu soltar o verbo foi o empresário e creator, Felipe Neto.

O alvo das críticas foi o modelo de propaganda praticado no Brasil. “A questão é como a audiência desce e a receita de publicidade sobe. Não há mais justificativa em audiência, não há justificativa sólida e concreta que não seja o BV, o relacionamento, e mandar o cara para França para assistir Cannes com dinheiro da agência. Então desculpe, essa é uma ferida que ninguém toca. Ninguém levanta e fala: ‘está errado cobrar BV’. Está errado que a receita das maiores agências de publicidade do Brasil venha principalmente do veículo”, afirmou Neto.

Após ouvir os comentários do youtuber, o diretor da Globosat, Paulo Daudt Marinho, respondeu as críticas e debateu a questão. “Isso não é verdade. A audiência não está caindo. Dentro do universo da televisão não está caindo. Tem uma divisão digital que está crescendo. A Globo ou a Globosat na payTV estão com audiências históricas. Você colocou na conta da Rede Globo uma coisa que é estrutural de mercado”, argumentou.

Confira o aúdio:

Deixe seu comentário: