Filme da Pinacoteca defende a liberdade na arte

Pina

Desde o início do ano, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, desmitifica o ato de apreciar a arte por meio de uma campanha publicitária, criada pela agência F/Nazca Saatchi & Saatchi.

Esta semana (16), a instituição estreia um filme para reforçar a ideia de que não existem fórmulas estabelecidas para compreender a arte. Dirigido por João Papa e Manu Mazzaro, da Barry Company, a produção revela alguns questionamentos recorrentes dos visitantes.

Confira abaixo a peça que tem como grande protagonista o quadro "Antropofagia”, de 1929, de Tarsila do Amaral:

Ficha Técnica:

AGÊNCIA: F/Nazca Saatchi & Saatchi
CLIENTE: Pinacoteca de São Paulo
PRODUTO: Institucional
DURAÇÃO: 1´24
TÍTULO: Antropofagia
DIREÇÃO GERAL DE CRIAÇÃO: Fabio Fernandes
DIREÇÃO DE CRIAÇÃO: Pedro Prado | Marcelo Ribeiro | Rodrigo Castellari
CRIAÇÃO: Daniel Duarte | Fernando Marar
ATENDIMENTO: Ricardo Forli | Andrea Almeida | Lívia Gdikian
MÍDIA: Mauricio Almeida | Fabiana Rodrigues | Gabriela Vecchia
PLANEJAMENTO: Rita Almeida | André Foresti | Quentin Mahe
RTV: Fernanda Sousa | Elucieli Nascimento | Rafael Paes | Victor Alloza
PRODUTORA DO FILME: Barry Company 
DIREÇÃO DE CENA: João Papa | Manu Mazzaro
ASSISTENTE DE DIREÇÃO: Ulisses Wermelinger | Bruno Capeletti
DIREÇÃO DE ARTE: Marines Mencio
DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA: Adolpho Veloso | Lula Carvalho
PRODUÇÃO: Marcelo Ferrari | Maria Luisa Ferrari
FIGURINISTA: Marina Vieira
MONTAGEM: Alexandre Boechat | Federico Brioni
PRODUÇÃO EXECUTIVA: Krysse Mello
ATENDIMENTO: Tatiana Nascimento
PÓS-PRODUÇÃO / FINALIZAÇÃO: Barry Company
COMPOSIÇÃO 3D: Atomo VFX
FINALIZADOR: Jacquelini Lima
PRODUTORA DE SOM: Quiet City Music + Sound
PRODUÇÃO MUSICAL: Chris Jordão | Darren Solomon
PRODUÇÃO EXECUTIVA: Lu Fernandes | Xanna D’Aguiar
APROVAÇÃO CLIENTE: Jochen Volz | Paulo Vicelli | Adriana Krohling Kunsch | Ana Carolina Diniz

 

Deixe seu comentário: