Afinal, o que é esse tal de Sarahah?

sasa

Um dos maiores desejos em toda parte do mundo é descobrir o que as pessoas pensam uma das outras e que isso seja dito com franqueza. Com esse intuito, o cientista de ciência da computação Zain al-Abidin Tawfiq criou em novembro de 2016 o Sarahah. Com um início como um simples site onde comentários anônimos diziam o que achavam dos que estavam na comunidade sem a possibilidade de réplicas, a rede social rapidamente virou uma febre.

No topo dos downloads da App Store nacional e de países como a Austrália, Irlanda, EUA e Reino Unido, a ferramenta que na sua língua natal significa “honestidade” começa a se popularizar no Brasil. Disponível para Android e iPhone, a plataforma tem gerado curiosidade e certos desgastes, pois após os usuários compartilharem suas contas noFacebook, Instagram, WhatsApp e Snapchat, certos perfis são alvos de declarações maldosas que usam a proteção do anônimato para ofender.

Em entrevista dada ao Mashable, Tawfiq alega que a sua ideia inicial não era que sua criação fosse utilizada de maneira nociva. "Há um problema no local de trabalho que as pessoas precisam comunicar francamente aos seus chefes", defendeu o inventor que é analista de sistemas em tempo integral na Arábia Saudita.

Comente abaixo caso tenha alguma experiência desagradável com o Sarahah. Porém, (in)felizmente as postagens por aqui não podem ter a identidade ocultada, ok?

Deixe seu comentário: