Graduação em Mídias Sociais Digitais do Belas Artes ganha nota máxima do MEC

belas artes social media

O novo cenário que coloca o meio digital como forma central de comunicação e influência de marcas e pessoas, torna a demanda de profissionais capacitados na área cada dia maior. Nesta direção, o Centro Universitário Belas Artes disponibilizou o curso de Mídias Sociais Digitais, única graduação no mundo 100% focada na formação de profissionais de social media no universo digital. O curso foi submetido à avaliação do Ministério da Educação e recebeu nota cinco, a máxima a ser alcançada.

Criado em 2014, com mentoria e idealização de Alice Ferraz, CEO do Fhits, e concepção da Profa. Dra. Carol Garcia, a graduação passou pela primeira vez sob o crivo do MEC, que avaliou pelo Sistema Nacional de Avaliação de Educação Superior (Sinaes) em três dimensões: organização didático-pedagógica, corpo docente e tutorial e infraestrutura, todas qualificadas como perfil muito bom de qualidade, que resultou na nota de excelência cinco. A avaliação é feita sempre por ocasião da conclusão do curso pela primeira turma, que, neste caso, ingressou em fevereiro de 2014 e concluiu o curso em dezembro de 2016.

Com dois anos de duração, o curso teve sua primeira turma de formandos em dezembro de 2016 e já mostra resultados significativos, a exemplo do aluno João Marcon, premiado com três leões em Cannes pelo seu projeto para a Pinacoteca de São Paulo. O jovem deu novo uso – menos ortodoxo – ao IBM Watson, inteligência cognitiva da IBM, aplicada em diversos campos. O case criado por ele “deu vida” a sete obras de arte selecionadas. Com interação do público, que pode fazer perguntas a serem respondidas pelas próprias obras, o projeto une mundo real e virtual para promover um verdadeiro debate sobre arte.

A proposta da graduação é aliar repertório à estratégia dentro do novo contexto da comunicação digital, ainda carente de profissionais com conhecimento aprofundado exclusivamente em social mídia. Referência em Economia Criativa no país, o Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, propõe com o curso a formação de profissionais capacitados a  trabalhar estrategicamente a reputação de empresas e indivíduos na sociedade online por meio de produção de conteúdo para o meio digital, administração de redes sociais e compreensão das necessidades de cada empresa dentro do universo online.

Patricia Cardim, diretora-geral da Belas Artes falou sobre o assunto: "Nosso objetivo é preparar o aluno para que ele seja capaz de trazer inovação para diferentes modelos de negócios na era digital. A universidade precisa responder a essa demanda crescente do mercado brasileiro”,e completa: “Fizemos uma proposta ousada em um curso que ainda não existia no catálogo do MEC e no mercado, por isso estamos muito contentes com essa nota máxima”, acrescenta Patricia.

O profissional da área ganha expertise em comunicação oral, escrita e imagética, liderança empreendedora, espírito curatorial, métricas digitais e ferramentas analíticas, que permitem a medição e o acompanhamento de dados para insights e estratégias.

A matriz curricular contempla matérias direcionadas em proporcionar uma formação completa. As disciplinas se dividem em cinco eixos: Cultura e Sociedade; Mídia e Linguagem; Tecnologia Digital; Business; Direção de Arte. Entre as disciplinas, destaque para Digital branding, Digital coolhunting, Sociedade digital, Criação Visual e Multimídia e Netnografia. Além delas, ainda há as disciplinas comuns a todos os cursos de graduação da instituição: Empreendedorismo, Marketing e Antropologia Cultural.

Deixe seu comentário: