Marca alemã é acusada de racista ao retratar Meghan como um chocolate

das

No mundo de hoje em que a comunicação é cada vez mais rápida, horizontalizada e responsiva, é essencial que as marcas criem campanhas que sejam diretas em suas mensagens para que não se gerem ruídos. Despreocupada com esse preceito, a marca de chocolates alemã Super Dickmann's ignorou todo o debate sobre raça que envolve a duquesa de Sussex Meghan Markle e a representou como um chocolate preto de véu e grinalda nas redes sociais.   

Compartilhada em suas plataformas no dia do casamento real (19), a imagem do doce que por lá é conhecido como “beijo de negro” gerou rapidamente uma onda de reações descontes na rede. Abarrotada de manifestações, a empresa se viu obrigada a retirar a peça do ar.

Diante da crise, nesta terça-feira (22), Bern Roessler, porta-voz da companhia, pediu desculpa e disse que a publicação foi “estúpida e contrangedora”. Além disso, a fabricante também um publicou um comunicado na sua fanpage onde defende que “o mundo de Super Dickmann's é variado e diverso e não compactua com ideias racistas”.

Confira abaixo um print screen da publicação, que já foi excluída, pela agência DW:

Deixe seu comentário: