O fenômeno de Game of Thrones

GOT

A série de livros de fantasia épica As Crônicas de Gelo e Fogo, escrita por George R. R. Martin, já era um grande sucesso editorial, quando começou a ser produzida pela HBO no formato de série. Só que no momento em que ela estreou, em 17 de abril de 2011, a influência que ela teria entre os fãs de séries do mundo inteiro. E muita gente tentou antes dos produtores David Benioff and DB Weiss, que diz a lenda, só conseguiram os direitos depois que responderam corretamente à pergunta feita por Martin sobre quem seria a mãe de Jon Snow...

Mas a série só estreou seis anos depois dessa negociação. A HBO, conhecida por produtos modernos e contemporâneos com The Sopranos e Sex and The City, queria uma série de fantasia. Foi também o momento em que séries de prestígio como as produzidas pelo canal também começaram a ser objeto de culto de fãs apaixonados. E, é claro, os fãs dos livros de Martin, já engajados e conhecedores da história, também eram um target para a emissora.

Com uma produção extremamente bem cuidada, que poderia rivalizar facilmente grandes produções para o cinema, e grandes atores como os personagens tão adorados, logo Game of Thrones – a série – também se tornou um grande sucesso. Em 2013, cerca de 5.5 milhões de fãs em todo o mundo registravam seu apoio e suas opiniões sobre a série e os livros da saga.

Houve também um problema no meio do caminho. Martin não conseguia – não conseguiu até hoje -, terminar o sexto livro da série, The Winds of Winter. E quando a sexta temporada foi estrear, no ano passado, a série teve que oficialmente seguir seu próprio caminho, apesar de que Martin continuou como consultor. E o resultado foi um enorme sucesso, inclusive com a ressurreição de Jon Snow, e a incrível Batalha dos Bastardos. Segundo a revista Time, incluindo a audiência ao vivo, reprises e os DVR recordings, o número de pessoas atingidas por cada episódio de Game of Thrones nos Estados Unidos foi de 23 milhões por episódio, aproximadamente 15 % acima do que no ano anterior. Somando-se os números de HBO Now e HBO Go, esse percentual provavelmente deve ter chegado a quase 70%.

Segundo os produtores Benioff e Weiss, esse apelo contínuo se deve muito aos seus complexos personagens. “Você fica tão imerso nos personagens, e desenvolve uma afeição tão grande por eles, e então todas essas coisas terríveis acontecem. Quando Ned Stark morre, isso deixa você muito tenso. Quando você percebe que seus heróis podem morrer, tudo se torna muito mais aterrorizante.”

E Game of Thrones é bem isso. O inesperado sempre acontece. Nessa penúltima temporada, que começa nesse domingo, dia 16, às 22 horas, na HBO, o número de episódios será menor, serão apenas sete. Novos personagens trarão novos atores para a série, como o veterano Jim Broadbent, que aparecerá em cinco episódios como um professor de Samwell Tarly. Já o jovem ator Joseph Quinn, da série britânica, Dickesian, será um personagem que não existe nos livros, chamado Koner. E, é claro, o cantor Ed Sheeran, que fará uma pequena participação, em uma cena com Maisie Williams (Arya), que é fã confessa dele.

Além disso, se acredita que outros rostos conhecidos também retornarão, já que foram vistos próximos aos locais de filmagem. É o caso de Iann Glen (Sir Jorah, que realmente tem que ter a chance de se despedir de Daenerys), Joseph Mawle (Benjen Stark), Mark Gatiss (Tycho Nestoris), a incrível menina Bella Ramsay (Lady Lyanna), as atrizes que fazem as Cobras da Areia, Richard Dormer como o imortal Beric Dondarrion e até Joe Dempsey (Gendry), que está desaparecido há um bom tempo. David Bradley, o falecido vilão Walder Frey, também deu pistas que retornará. Será que como uma lembrança ou um morto-vivo? Mas a maior surpresa foi um post que Jason Momoa colocou nas redes sociais dizendo que teria que perder a festa de encerramento do filme da Liga da Justiça, onde faz Aquaman. Ele dizia que tinha que “ir para o norte”. Será? A volta de Khal Drogo???

O certo é que a preparativa para o fim entristece os fãs da série. Mas há uma saída. Cinco possíveis spinoff’s já estão sendo desenvolvidos para que a história continue. Quem sabe a história dos pais de Jon Snow? Eu adoraria ver...

Eliane Munhoz

Deixe seu comentário: