Post da Prefeitura de São Paulo gera críticas na web

je

Na arena das redes sociais, onde as marcas batalham por espaço e estão vulneráveis como nunca com relação às críticas mais diversas por parte do público, é difícil passar uma semana sem que algum post seja contestado. A bola da vez é a página da Prefeitura de São Paulo no Facebook.

O post abaixo foi criado como um meio de se posicionar contra a violência no Carnaval. Acontece que grande parte do público fez uma leitura negativa das mensagens. No texto, ilustrado com a figura da menina do meme “Acabou Jéssica?”, ao mesmo tempo que prega #CarnavalSemAssédio, a fanpage diz que “o negócio é deixar pra lá”.

Um dos seguidores da página ilustra bem a interpretação de muitos. “Essa campanha é um erro. Não acabou Jéssica, vá e lute por seus direitos, escancare a violência que a mulher sofre todos os dias. Se deixar pra lá, o assédio se repete”. Apesar do contexto dúbio, a fanpage respondeu que “a comunicação não foca a agressão à mulher e sim qualquer tipo de agressão e violência encontrada nos blocos”.

Outra acusação de parte do público foi a escolha do meme, que além de antigo, parou de ser usado por brincar com um assunto sério: um caso de violência adolescente.

O assunto ganhou mídia espontânea. Endossados por comentários no próprio post, alguns sites como o Buzzfeed, por exemplo, ainda fizeram uma leitura crítica sobre a linguagem utilizada para falar sobre o assunto. “A prefeitura parece ansiosa por falar em linguagem ‘jovem’, o que resulta em uma impressionante concentração de gírias de internet em um único parágrafo”.

Vale a pena acompanhar o post e ver nos comentários como a Prefeitura de São Paulo está interagindo e respondendo ao debate.

Deixe seu comentário: