Washington Post é o primeiro jornal com canal no Snap

post

O Washington Post é um jornal que atualmente respira o meio digital e se engana quem pensa que é por acaso. Em 2013, Jeff Bezos, CEO da Amazon, comprou o tradicional tabloíde por 250 milhões de dólares. Apenas dois anos depois, o veículo que estava à beira da falência ultrapassou o The New York Times em número de visitantes únicos e hoje compete com o NYT para ser o maior jornal virtual do mundo.

Por meio de diversas ações, o Post procura abranger o maior número de interesses e públicos. Ele sabe que para ser relevante e estar na dianteira é necessário sair na frente e, por isso, é precursor em firmar parcerias com o Snapchat.

Após algumas incursões pontuais, o veículo agora se consolida como o primeiro parceiro de notícias de última hora do aplicativo. O Discover do Post que estreou segunda-feira (13) apresentou alguns snaps como os ratos que se alimentam de pizza e uma entrevista com Kellyanne Conway, conselheira de Trump.  O canal será atualizado ao longo do dia durante toda a semana e as edições serão ao vivo nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido.

Desta forma, o Post se une a dezenas de grupos de comunicação que percebem a importância dos 158 milhões de usuários diários do Snapchat e cada vez mais usam a plataforma para veicular conteúdo pensado só para ela. A revista Time, Entertainment Weekly e os canais NBC, ABC e Turner já querem estrear no dispositivo o quanto antes.

O NYT, seu principal concorrente, anunciou no início do mês que também teria um canal só para o dispositivo, mas ainda não divulgou a data de lançamento.

Deixe seu comentário: