FemiTaxi abrange serviço para crianças desacompanhadas

FemiTáxi

Após a boa aceitação de passageiras e motoristas, com mais de 7 mil downloads do aplicativo em São Paulo e Belo Horizonte, e mais de 200 profissionais cadastradas, o FemiTaxi (iOS e Android), criado inicialmente para oferecer um atendimento diferenciado para as mulheres e com taxistas do sexo feminino ao volante, decidiu lançar uma funcionalidade inédita no mercado. Trata-se da opção “Crianças Desacompanhadas”, que permite aos pais solicitarem às taxistas o transporte de meninas e meninos, à partir de 7 anos de idade, pelas ruas da cidade de São Paulo.

Para dar maior segurança e tranquilidade aos pais, o serviço irá oferecer o acompanhamento ao vivo do trajeto, via Youtube, por meio de câmera instalada no veículo, além de poder acompanhar no mapa a posição exata do táxi. Os responsáveis que desejam contratar o transporte das crianças devem agendar com, no mínimo, 30 minutos de antecedência e pagar uma taxa adicional de R$ 15,50 à taxista.

De acordo com Charles-Henry Calfat Salem, idealizador e CEO do FemiTaxi, a nova funcionalidade foi idealizada após a identificação do interesse, por parte de pais, em um serviço seguro e regulamentado. “Com a rotina atribulada de muitos pais, a solução é ideal para garantir maior tranquilidade e controle aos responsáveis, sem que eles privem seus filhos de atividades, desde a ida à natação ou qualquer outra prática esportiva até mesmo um passeio ao shopping ou casa de amigos”, explica.

O executivo informa que o acompanhamento do trajeto é exclusivo dos pais ou responsáveis com acesso ao link da câmera, uma vez que ele é recebido por meio de SMS no smartphone da pessoa contratante. Caso seja de interesse do usuário, o linkpo de ser compartilhado com outros membros da família. “Vale ressaltar que a única forma de pagamento disponível será por meio do cartão de crédito cadastrado no app. Quando a corrida for finalizada, a taxista insere o valor e em seguida o responsável será notificado pelo aplicativo. Em nenhuma hipótese, vamos dar essa responsabilidade para a criança”, afirma.

Neste início de operação, dez taxistas estão disponíveis para realizar o serviço na Capital, no período das 6h às 20h. Segundo o CEO do FemiTaxi, as profissionais foram selecionadas por critérios de qualidade, como a experiência no mercado e aspectos ligados à apresentação do carro, além de terem recebido um treinamento especial. “A iniciativa também visa proporcionar o aumento de renda das taxistas, que de maneira geral nos últimos anos perderam receita com a regulamentação dos transportes individuais particulares”, conclui Charles-Henry.

Deixe seu comentário: