Google e outras empresas negam colaboração com espionagem dos EUA

<p>
	Google e outras empresas negam colabora&ccedil;&atilde;o com espionagem dos EUA <em>(Reprodu&ccedil;&atilde;o)</em></p>

Após denúncias de que teriam colaborado com espionagem do serviço secreto norte-americano, Google, Microsoft, Yahoo e Apple refutaram as afirmações que dizem que as empresas fornecem informações sobre seus usuários de maneira voluntariosa.

Marco Antonio Raupp, ministro das Comunicações, se mostrou "preocupado" com a suposta espionagem de cidadãos brasileiros feita pelo governo norte-americano e reveladas pelo jornal O Globo

De acordo com o ministro, os hábitos de empresas norte-americanas como Google e Facebook devem ser questionados. 

"Eu ainda não conversei com o ministro Paulo Bernardo (das Comunicações), mas estamos acertados de fazer uma ação conjunta. E é para já", disse durante almoço na sede da Firjan no início desta semana.

De acordo com a denúncia de O Globo, o governo de Obama teria usado o software de espionagem "Prism" para coletar dados de brasileiros. O programa possibilita acesso a e-mails, conversas online e chamadas de voz de clientes de empresas como Facebook, Google, Microsoft e YouTube.

Via O Globo.

Redação Adnews

Deixe seu comentário: