Foi-se o tempo em que a tecnologia era vista como um a ameaça. Hoje, diversas ferramentas são fundamentais para a criação de estratégias de marketing inovadoras e eficazes.

É o caso do reconhecimento facial. Através de dispositivos que permitem essa função, a interação entre usuário e outdoor ganhou novas perspectivas.

Reunimos um compilado com algumas marcas que disseram "sim" para a tecnologia e realizaram campanhas diferentes do convencional.

Confira:

Fotografia em Pop Art

Para lançar sua edição limitada da garrafa de Andy Warhol, a Absolut, em parceria com a Pernod Ricard Travel Retail Europe e a agência Knit, criou um outdoor que combina a face do consumidor com a icônica pintura do artista. O sistema detecta o rosto das pessoas, produz a arte, permite a escolha de cores e também o compartilhamento da ação via redes sociais.

O olhar que cura feridas

Desenvolvida para a instituição Women´s Aid, a peça criada pela agência London WCRS exibe uma mulher com o rosto repleto de hematomas. O recurso de reconhecimento foi instalado para detectar o número de pessoas que estão olhando para a imagem, fazendo com que as feridas começam a sumir na medida em que um número maior de pessoas direciona seus olhares para a propaganda.

Outdoor só para mulheres

Nadando contra a corrente, a marca de cerveja alemã Astra se destacou ao desenvolver um outdoor dedicado exclusivamente às mulheres. Através do reconhecimento de face, a câmera identificava o gênero e disparava a mensagens de acordo com o sexo do observador. Se fosse mulher, o painel a convidava a provar a bebida, caso fosse homem, o recado era de que ele saísse de lá. A campanha tem assinatura da agência alemã Philipp und Keuntje.

Painel poliglota

Para a marca de cosméticos Ainz & Tulpe, a Dentsu Tokyo instalou um painel gigante contendo mais de 10 rostos de modelos maquiadas. Nele, o usuário é estimulado a escolher sua maquiagem preferida através de um toque. Neste momento, a tecnologia do painel detecta a provável língua que a pessoa fala através do recurso de reconhecimento facial, e imprime um cupom que vale uma sessão de maquiagem. 

Censura do bem

Assim como a campanha da Astra, o painel criado para a organização de caridade Plan UK diferencia os gêneros através do reconhecimento facial. A tela interativa conta histórias de mulheres e meninas em situação de risco pelo mundo. Quando identificadas, as usuárias podem ver todo o conteúdo, enquanto os homens apenas parte dele. A censura quer chamar atenção para todas as meninas que tem suas escolhas e oportunidades negadas devido à pobreza e à discriminação.

Café na hora certa

A Douwe Egberts encontrou o lugar e momento certo de oferecer uma xícara de café aos consumidores. A marca usou um reduto de pessoas exaustas, um aeroporto, para instalar uma máquina com suas bebidas. Com a tecnologia de reconhecimento facial, a câmera detectava a exata hora em que a pessoa boceja, disponibilizando, assim, o cafezinho.

Redação Adnews