A tecnologia chegou para agregar à cultura. E, por isso, a exposição fotográfica “Indaiatuba – Um olhar sobre histórias, tradições, cultura e natureza”, que começou sábado, (23), no Museu Municipal Casarão Pau Preto, tem a realidade aumentada como grande aliada para os visitantes que desejarem saber curiosidades e informações exclusivas de Indaiatuba.

A exposição mostra as tradições e cultura da cidade e, para diferenciar o evento e torná-lo único, o CEO da Muller Cultural e do Grupo Família Muller, Ronaldo André Muller, decidiu acrescentar a tecnologia da realidade aumentada em algumas imagens que estarão expostas. Confira a entrevista completa:

Por que vocês decidiram colocar Realidade Aumentada em uma exposição fotográfica? Como isso altera o interesse do público?

O produto cultural dos projetos da Muller Cultural sempre foram livros artísticos e exposições fotográficas, procuramos sempre acompanhar as novas tendências do mercado, principalmente no que se refere a inovação, temos sempre como prioridade oferecer novidades aos nossos clientes, estávamos em um destes momentos buscando alguma coisa em tecnologia sem saber exatamente aonde e como, quando assistimos um episódio do Shark Tank, a empresa que estava buscando investimento era de tecnologia com especialidade em realidade aumentada, no dia seguinte marcamos uma reunião e logo fechamos uma grande parceria, naquele momento sabíamos que a união da cultura com tecnologia seria uma grande inovação, para o público em geral beneficiado com o fomento a cultura e também para nossos parceiros.

Por se tratar de uma novidade, as pessoas que tem acesso aos nossos projetos com realidade aumentada ficam encantadas, aumentando ainda mais o interesse por cultura e tecnologia.

 

Como escolhem as cidades onde farão as exposições? Quais são os critérios?

Nossa estratégia anterior era escolher a cidade, aprovar o projeto nas leis de incentivo à cultura e sair para o mercado fazendo a captação, atualmente construímos o projeto em conjunto com a empresa patrocinadora, definindo o tema e o conteúdo, acreditamos que nestes formatos o engajamento é muito maior, inclusive com a participação dos colaboradores da empresa, pois em muitos casos estes não ficam sabendo que a empresa está fomentando e deixando um legado patrocinando a cultura.

O critério que utilizamos é buscar empresas patrocinadoras que desejam se beneficiar pela renúncia fiscal das leis de incentivo, e que realmente desejam deixar um legado para as futuras gerações e aumentar o interesse das pessoas em geral por cultura.

 

Qual o alcance que o Grupo Família Muller tem com as exposições culturais?

O alcance sempre é muito grande, gerando muitas visitas as nossas exposições que são sempre gratuitas e sempre esgotamos o total de exemplares dos livros impressos que também são distribuídos gratuitamente, nosso grande propósito é encantar e surpreender, além de fomentar verdadeiramente a cultura e estes objetivos são sempre compridos.

 

Quais são os meios que vocês usam para divulgar os projetos? Investem em publicidade?

Nossa assessoria de imprensa faz um trabalho de muita qualidade divulgando na mídia em geral nossos projetos, nosso investimento em publicidade são os folders das exposições distribuídos gratuitamente.

 

A Realidade Aumentada terá mais chances de aparecer em outras exposições?

Sim, todos nossos projetos tem um aplicativo de realidade aumentada, inclusive estamos sempre inovando, todos os lançamentos feitos pelo nosso fornecedor aplicamos e validamos imediatamente em nossos projetos.

 

Como a RA vai funcionar?

Os visitantes e leitores que desejarem experimentar esse momento diferente deverão baixar o aplicativo Muller Cultural, disponível no Google Play e Apple Store, e apontar seu celular ou tablet para a imagem. Com isso, surgirão conteúdos exclusivos como vídeos, ilustrações e textos. E não para por aí, o conteúdo de RA será projetado integralmente com o ambiente, ou seja, o efeito será realista e tridimensional.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald