O futebol mundial é inegavelmente um grande negócio de entretenimento alimentado pela intensa paixão e lealdade de bilhões de fãs. Não é de hoje que o futebol é tão abrangente e poderoso que as marcas que desejam aumentar suas reputações e vendas não podem se dar ao luxo de ficar fora do ‘negócio’ futebol.

Os profissionais de marketing assumem pelo menos parte da responsabilidade pela loucura bilionária que o futebol se transformou. Atualmente, os negócios de acordos de patrocinios do Campeonato Brasileiro, que estavam em baixa na última década, aumentaram e diversificaram sua participação, tornando o investimento mais rentável e financeiramente proveitoso.

Com todo esse dinheiro em jogo, o futebol precisa agregar valor. Ofertas de camisas, pacotes de direitos digitais, conexões de mídia social, mercadorias de marca. Além disso, clubes de futebol e outras entidades esportivas concentraram-se estrategicamente em alcançar jovens torcedores. Também em destaque, os eSports, ou esportes eletrônicos competitivos, estão na crista da onda, com equipes oficiais e jogadores que competem mundialmente por prêmios milionários. Um exemplo disso é a Vulkanbet, que aterrizou no mercado brasileiro e oferece apostas tanto para futebol ‘convencional’ como eletrônico.

Tempos Modernos

O uso recente da Internet por empresas e comércio em todo o mundo proliferou dramaticamente. De fato, muitos analistas afirmam que a tecnologia está levando a uma nova era no marketing digital. O esporte não está imune a desenvolvimentos tão rápidos e está cada vez mais usando a Internet como um meio para os clubes se comunicarem e estabelecerem relacionamentos mais fortes com os torcedores.

O uso recente da Internet por empresas e comércio em todo o mundo proliferou dramaticamente. De fato, a tecnologia está levando a uma nova era no marketing digital, com clubes de futebol lidando com essa forma relativamente nova de mídia está mudando seu relacionamento com fãs. Os sites mais sofisticados oferecem uma variedade de facilidades para os usuários, incluindo oportunidades para comprar mercadorias online, participar de bate-papos e acessar transmissões de áudio e vídeo ao vivo.

O produto principal do esporte ainda está sendo considerado essencialmente como entretenimento no local ou na mídia, limitando pesquisadores e profissionais a uma abordagem que falha em incorporar o verdadeiro espectro de ofertas de valor esportivo.

Relação Proveitosa

Mas o quê o marketing obtém do futebol? – Exposição: o futebol representa mais de 40% do interesse esportivo da população mundial. – Lealdade: os fãs de futebol são uma tribo ferozmente leal. – Longevidade: o apoio ao futebol com seus gastos com marketing de marca é uma aposta bastante segura a longo prazo. – Emoção: é inegável ao redor do planeta.

Por outro lado, o que o futebol recebe do marketing? – Estabilidade comercial – gastos com marketing e acordos de longo prazo permitem previsão, observação de jogadores, planejamento de torneios etc.. – Inovação: de apostas em jogo a streaming de vídeo no celular, videogames e TV digital, as próprias tecnologias que promovem o futebol e o transmitem para um público global existem pelo menos em parte como dispositivos para transmitir publicidade. – Credibilidade: o valor percebido do futebol como propriedade e propagam investimentos futuros de rivais em seus respectivos campos. – Dinheiro: realmente, esse parece ser o ponto forte e centro do relacionamento.

As empresas de todo o mundo usam o futebol como rosto público, explorando corações e mentes semanalmente antes de vender a lealdade dos fãs a suas próprias marcas. Parece que, enquanto isso, pelo menos, o mundo do marketing e o futebol são igualmente dependentes um do outro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald