Por trás do crescimento exponencial das empresas, existem estratégias cuidadosamente traçadas por especialistas de diversas áreas para atingir um objetivo em comum: o sucesso. Acompanhar as nuances e mudanças do mercado é parte indispensável deste enredo e, em um mundo cada vez mais conectado, a modernização passa, indiscutivelmente pelo ambiente digital.

De acordo com um estudo realizado em 2018 pelo Garnet Group, empresa de pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, com mais de 3.000 CIOs (Chief Information Officer), a sociedade enfrenta agora a Terceira era da T.I, que combina tecnologias e plataformas diferentes e cada vez mais interativas.

Não é preciso muito esforço para reconhecer a relevância do mercado digital. Se há alguns anos os brasileiros ficavam receosos em fazer compras online, hoje a realidade é outra: apenas no primeiro semestre do ano, os e-commerces nacionais faturaram R$ 26,4 bilhões. Neste período, 18% dos consumidores realizaram a primeira compra online. O mesmo movimento acontece nos modelos de negócios B2B. Segundo a Forrester, o e-commerce B2B já movimenta o dobro que o B2C nos Estados Unidos e a tendência é que esse número siga em crescimento.

Para permanecer em evidência em meio a tanta informação e concorrência, é preciso aprimorar serviços e produtos, a fim de oferecer ao cliente a melhor experiência possível. Nesse cenário de transição, os departamentos de Marketing e T.I têm sido fundamentais. De acordo com pesquisa realizada pela Michael Page, são esses os departamentos que têm liderado a transformação digital nas empresas.

Bons exemplos de como o marketing aplicado à digitalização traz boas ideias e rompe barreiras em relação a conteúdos não faltam. O Hospital Albert Einstein, por exemplo, lançou há dois anos, em parceria com o Google, quadros informativos com conteúdos de saúde revisados por profissionais de diversas especialidades. Assim, ao procurar por doenças ou sintomas, o usuário recebe no topo da página informações com credibilidade. A estratégia, além de disseminar conteúdos de confiança, posiciona a marca como referência na área da saúde.

Mas fazer essa transição digital é um longo caminho, com mudanças gradativas que demandam tempo e, principalmente, treinamento. É preciso capacitar a equipe para entender os conceitos e colocá-los em prática. No Brasil, 46% dos CIOs que

participaram da pesquisa da Garnet Group afirmaram que suas empresas mudaram seus modelos de negócio ou estão em processos de mudança para ampliar a relevância seja nos ambientes online.

Com a popularização das redes sociais, a sociedade e o mundo corporativo foram profundamente transformados. Além de encurtar distâncias, essa modernização inaugurou também novos modelos de negócio, cada vez mais lucrativos, disruptivos e dinâmicos. Em um mundo digital, onde não há espaço para a inércia, também não há possibilidade de minimizar o poder do marketing como estratégia de negócio.

Na Informa Markets, temos um ótimo exemplo disso. Foi por meio do marketing de conteúdo que iniciamos um novo modelo de negócios com base em conteúdos para canais digitais, que possibilitou que passássemos a conectar pessoas e empresas não apenas em ambientes físicos, mas também online. Um primeiro passo que tem nos ensinado a cada dia o poder da nova era digital e as suas infinitas possibilidades.

 

Por Araceli Silveira, VP de Marketing da Informa Markets.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald