A Discovery, empresa e distribuidora de programas a cabo, conhecida especialmente pelo Discovery Channel, quer se aproximar dos jovens talentos da publicidade. Para isso, a companhia decidiu lançar o projeto Blink, que visa identificar os líderes do futuro e não apenas se comunicar com os jovens, e sim melhorar o relacionamento com este novo mercado, que hoje exige movimentos como compartilhar conhecimento e a co-criação nos projetos.

“A Discovery sempre se pautou em mostrar conteúdos de uma maneira diferente, justamente por querermos sempre mostrar o novo. Quando iniciamos o projeto, pensamos prioritariamente em como seria externar nosso DNA para o mercado” diz Roberto Nascimento, VP da Discovery Brasil. “Que forma seria melhor do que nos aproximar dos novos profissionais, se não estando ao lado deles para reinventar o negócio?” complementa.

Nossos Blinkers

Eles são jovens, inquietos e questionadores.São destaque por onde passam e uns até dizem que são briguentos e batem de frente.A única coisa que não são, é invisíveis.Eles são nossos BLINKERS ;)#BEaBlink #Blink #Mídia

Posted by Blink on Thursday, August 23, 2018

 A iniciativa tem o intuito de reunir os jovens talentos de mídia das grandes agências e junto com eles entender e discutir os grandes movimentos que ocorrem no mercado. Dentro dos encontros, são realizados workshops criativos dentro de vários segmentos que hoje são comuns para este novo profissional. Como por exemplo: Gestão, Conteúdo, Novo Cliente e a nova maneira de criar.

A grande preocupação da Discovery é conversar com estas novas cabeças para criar um novo caminho que será trilhado por um bom tempo.

Taís Trevisol, supervisora de mídia da AlmapBBDO, participou da produção do projeto e conta um pouco para o Adnews sobre essa trajetória e suas dificuldades.

“A principal dificuldade no projeto todo foi abandonar os padrões de pensamentos que temos devido ao nosso dia a dia na agência. Nós estamos muito acostumados a respeitar e responder à processos e precisamos nos reeducar a pensar além, seja no dia a dia do trabalho ou na vida pessoal. O projeto como um todo estimulou bastante isso” diz ela.

A ação reuniu 27 profissionais da área de mídia indicados especialmente pelos heads das principais agências de São Paulo. Confira abaixo um dos encontros:

Um pouco do nosso primeiro encontro. Quando descobrimos que somos #blink;)

Posted by Blink on Tuesday, March 6, 2018

“O Blink tem como prioridade abrir a cabeça para coisas fundamentais da publicidade, que por muitas vezes na vida do mídia ficam de segundo plano. Conteúdos sobre criatividade, gestão, novos caminhos, como avaliar o negócio por uma outra maneira, o novo profissional, storytelling são discutidos nos encontros, que visam desenvolver outros raciocínios que são esquecidos no dia a dia” diz Luiz Ritton, Cre.Worker, responsável pela curadoria e conteúdos do Blink.

“Nossa Ideia é que estes conteúdos sejam a opção colorida dos problemas do dia a dia desse novo profissional. A missão é que em cada encontro possamos colocar mais “tinta” neste dia a dia deles” complementa Luiz.

Na programação estão previstas atividades que convidam e provocam os participantes a testarem novas formas e posicionamentos na comunicação. Assim, o projeto incentiva a inovação e o pensamento “fora da caixa”.

“Quando montamos um módulo com esse tipo de conteúdo, já estamos por si só colocando uma semente nesse novo profissional, que em algum momento de sua vida já pensou nisso, em como ele ajudou a definir um novo dia a dia no seu mercado. O ponto alto do Blink, ou o benefício direto,  sempre vai ser dar ouvidos e reverberar o que existe de novo no mercado, vindo de quem realmente vai levar ele à frente” afirma Adriana Ribeiro, gerente de marketing da Discovery Brasil.

Renata Davilla, VP de Planejamento de Midia FBIZ, ressalta que o mundo de hoje, com tanta transformação e inovação, exige que trabalhemos cada vez mais com parceiros. A combinação de especialidades e talentos é o que possibilita projetos cada vez mais interessantes e poderosos.

“Hoje em dia a distribuição da mensagem e sua contextualização são tão importantes quanto a mensagem em si. A estratégia de comunicação nunca foi tão holística e viva, o que torna o papel do mídia fundamental para desenhar o sucesso de uma estratégia. Seu entendimento de audiências, como gerir elas, e entregar as mensagens no momento certo da jornada, no contexto certo, possibilita que façamos uma comunicação que segue o tempo do cliente e por isso se torna mais relevante” complementa.

De acordo com Tais Trevisol, o resultado foi um time de novos talentos que voltavam para casa e para as agências com essa vontade de fazer diferente e com a convicção de que todos podem ser o princípio da mudança.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Especial Google

+ Ver mais

Quer falar com mulheres? Olhe para os dados, não para os estereótipos

por Artigo de Kate Stanford, diretora global de marketing e publicidade no Youtube

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald