Entra Carnaval, sai Carnaval e uma coisa é certa: Skol é a cerveja que faz a festa ficar redonda em todo o Brasil. E em 2019, não será diferente.  Com a sua versão Puro Malte, a cerveja convida todos a terem uma folia mais redonda, divertida e inclusiva.

Skol vai realizar experiências em algumas capitais que prometem juntar mais gente para curtir a festa. A marca é a cerveja oficial dos Carnavais de rua de São Paulo, Salvador, Recife, Belo Horizonte, Florianópolis e Fortaleza e, por todo o Brasil, apoia blocos e festas, conectando milhões de pessoas pelas ruas, tudo isso com muita inovação, diversidade e respeito.

Para garantir que a folia seja mais inclusiva, a cerveja que não deixa a roda parar de girar vai realizar ações especiais para pessoas com deficiência em diferentes cidades do país. Uma delas será ao lado de Anitta, no qual Skol vai levar pessoas com deficiência auditiva para o Bloco das Poderosas, no Rio de janeiro e em São Paulo. Mas como essas pessoas poderiam curtir ainda mais essa folia?

Skol importou uma mochila vibratória que emite ondas de vibração de acordo com as batidas do som. Com isso, é possível sentir o ritmo das músicas. Com essa tecnologia, é possível trabalhar com três níveis de imersão: um mais superficial, sentido pela pele, outro mais profundo, que trabalha com a força e a pressão de cada música e atinge os músculos, e o último que transmite as vibrações pelos ossos até a orelha.  Ao todo, serão 50 foliões que usarão o equipamento durante o bloco da cantora, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Já em Belo Horizonte, a marca apoia o bloco ‘Quando Come Se Lambuza’, que vai contar com um grupo de cadeirantes na bateria. O participante vai poder escolher entre tocar na plataforma móvel do cortejo ou ficar no asfalto ao lado de um acompanhante. Em outra ação, desta vez em Brasília, Skol patrocinará o Carnaval no Parque, um bar inclusivo com acessibilidade para portadores de deficiência motora, visual e auditiva.

“Skol sempre marcou presença no Carnaval e, neste ano, não vai ser diferente. O Carnaval é uma época festiva, mas também um bom momento para falarmos sobre inclusão, mobilidade, consumo inteligente. Tem sido comum falar sobre diversidade no Carnaval, mas muitos esquecem das pessoas com deficiência. Queremos, sim, uma festa da diversidade, mas também com muita inclusão. A folia precisa ser para todos”, afirmou Maria Fernanda Albuquerque, diretora de marketing de Skol”, declarou Maria Fernanda Albuquerque.

Tags:
Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald