O próprio Mark Zuckerberg, qua comprou a Oculus 2 anos atrás por 2 bilhões de dólares já falou: “VR isn’t a 2020 thing, but hopefully isn’t a 2030 thing”. A Apple também disse que seus óculos também demoram para aparecer.

Samsung e Google abandonando seus projetos de headsets conjugados com telefone. Fizeram bem, o Gear VR e o Daydream nunca entregaram uma Realidade Virtual pra valer. “Phone-based VR is officially over”

A boa notícia é que a experiência de VR transformadora existe. Aquela que você sente arrepios ao manipular objetos no metaverso. E está ao alcance de poucos que conseguem investir em headsets mais gabaritados.

Mas fica tranquilo. A implosão das telas como conhecemos não é pro ano que vem. Nenhuma necessidade de você já ir se preparando com Hugh Hou, um dos maiores especialistas do mundo nesse assunto, em um evento neste sábado no Hyper VR Festival em São Paulo. Deixa pra próxima porque tem tempo.

 

Eventos do Hugh Hou no Brasil:

– 22/11 Workshops para Stock Car em Goiânia (fechado para convidados)

– 23/11 Workshop aberto ao público no Hyper VR Festival em São Paulo.

-29/11 Palestra aberta ao  público no CASE, em São Paulo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald