O mercado de games é considerado um dos mais promissores da atualidade. Para medir esse “sucesso econômico”, a Esports BAR, em parceria com a Newzoo, realizou uma pesquisa, divulgada nesta quinta-feira, (11), sobre a receita dos e-Sports na América Latina. Os dados mostram que, em 2019, o faturamento já ultrapassa US$ 30 milhões. Considerando que boa parte (U$ 24 milhões, mais precisamente) são em decorrência de investimentos de marca, mídia, propaganda e patrocínios. A outra parcela fica por conta de merchandising, ingressos de eventos e tarifas das publishers.

Um fator importante a ser ressaltado é a forte presença de marcas não endêmicas no cenário dos e-Sports. Grande parte das empresas que patrocinam times, investem e se comprometem com publicidade são de outros segmentos, como por exemplo a Gillette (responsável por produtos de cuidados pessoais), SKY (TV por assinatura) e Tinder (aplicativo de relacionamento). Como destaque, o documento cita a parceria do time da paiN Gaming com a Coca-Cola e do Vivo Keyd com a empresa de telefonia Vivo.

Levando em consideração que o ano não terminou, a expectativa é que o rendimento do mercado em 2019 seja 19.5% maior que o de 2018.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald