O Versus, canal jornalístico da Webedia Gaming voltado à cobertura do cenário de esportes eletrônicos (e-Sports), lançou sexta-feira, (28), um mini documentário intitulado LGBTQIA+: eSports de Todas as Cores, retratando as histórias e lutas vividas por representantes do cenário competitivo que também fazem parte do público homo, bi, trans, queer, intersexuais e assexuais.

Com início em 2017 e captação realizada ao longo de 2018 e 2019, o documentário foi produzido pela equipe do site, por meio de filmagens de diversas ocasiões da indústria dos esportes eletrônicos, além de entrevistas e depoimentos de Henrytado, Atlanta, P3po, NapeR, Olga e Samira Close, que contam suas histórias pessoais. Confira abaixo na íntegra:

“Estamos muito orgulhosos do trabalho feito por toda a equipe. Dentro da produção, também somos pessoas LGBTQIA+ e poder dar voz a essa comunidade, que está diretamente inserida nos e-Sports, foi muito importante para todos nós”, diz Barbara Gutierrez, jornalista idealizadora do documentário. 

documentário também conta com o apoio do Hypeness, outro vertical editorial da Webedia no Brasil, que apoiou a produção do documentário e até participou de parte do processo de criação. “Quando surgiu a oportunidade de tratarmos de dois assuntos tão evidentes no Brasil – eSports e o mês do Orgulho LGBTQIA+ -, não tivemos como recusar. E com a expertise do Versus, acreditamos ter criado uma experiência única, que agrega conhecimento e interesse público”, diz Rafael Rosa, diretor da Webedia Trends, unidade de negócios da Webedia responsável pelos verticais Hypeness, Reverb e PureBreak.

Compreendendo como o universo gamer ainda é um cenário fechado e exclusivo, a ideia do mini documentário é justamente dar voz e exposição à comunidade LGBTQIA+, mostrando a participação de todos, juntos, na construção de um mercado de esportes eletrônicos mais inclusivo e justo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald