A guerra da Record contra Ricardo Teixeira parece estar declarada. Ontem, 13, a emissora estreou uma série no Jornal da Record chamada "Cartolas: Jogo Sujo", que atacou o presidente da CBF.

Foi ao ar uma matéria de dez minutos, assinada por Luís Carlos Azenha, com informações sobre os negócios e enriquecimento de Texeira. Para completar, Romário depôs contra a cartolagem. Veja a reportagem.

Anteriormente, já havia sido exibida uma reportagem com cerca de nove minutos. Ela acusava Teixeira de ter sido subornado por US$ 9,5 milhões.

Nesta terça-feira, 14, o tema abordado investiga o Corinthians, ex-parceiro do MSI. Ambos trabalharam juntos de 2004 a 2007. Além disso, o time é “parceiro” da Globo.

O ataque da Record à CBF já é preparado há dois meses, desde quando a Rede Globo, apoiada pelo Corinthians e pela Confederação, interferiu na licitação do Clube dos Treze para a escolha do canal detentor dos direitos do Brasileirão (até 2014). As informações são de Ricardo Feltrin para a Folha online.

A Record nega que a série tenha surgido da disputa pelos direitos de transmissão. Aliás, diz que faz "puro jornalismo", pois o envolvimento de Teixeira e outros cartolas são um escândalo nacional.

Redação Adnews

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald