Em meio à crise econômica e ao aumento do desemprego no Brasil, a área de tecnologia da informação segue um caminho oposto e oferece boas perspectivas para os profissionais da área. Nesta sexta-feira, 13 de setembro, é comemorado o Dia do Programador, data comemorativa com origem na Rússia e adotada por diversos países ao redor do mundo. Com um corpo docente qualificado, estrutura de ponta e muitas vagas de estágios e empregos, o curso de Sistemas de Informação da Unifacisa oferece aos seus alunos oportunidades únicas na região de Campina Grande e da Paraíba.

“É uma profissão atualmente em grande expansão, pois todas as áreas têm a tecnologia da informação (TI) como área meio. É a profissão do futuro, com suporte a todas as outras áreas”, diz o coordenador do curso de Sistemas de Informação da Unifacisa, Hamurabi Medeiros, que também destaca o quesito empregabilidade para os estudantes e ex-alunos da instituição.

“O nosso Laboratório de Tecnologia da Informação (LTI) é fundamental, pois prepara o aluno para o mercado de trabalho, com o curso dando o suporte teórico e o LTI a parte prática. Com isso, o aluno sai com as habilidades e atitudes que o mercado exige”, completa Hamurabi.

Atualmente, a Unifacisa conta com um Hub de Tecnologia instalado no campus Itararé, com a presença de três multinacionais da área de TI: Accenture, CTIS e Conductor. Coordenador do LTI da Unifacisa, Daniel Abella também ressaltaou as oportunidades de emprego como um diferencial do curso de Sistemas de Informação.

“Conseguimos atrair três grandes multinacionais e hoje a empregabilidade é uma das vertentes do curso de Sistemas de Informação da Unifacisa. Já ofertamos mais de 500 oportunidades de emprego até agora. São vagas constantes para alunos e graduados, mostrando que o mercado de tecnologia está em ascensão, ao contrário do restante das áreas que enfrentam a crise”, afirma Abella.

Aluna do curso de Sistemas de Informação da Unifacisa, Jequélia Santana elogia o aprendizado e o suporte oferecido pelos professores da instituição para os estudantes. “A Unifacisa tem uma infraestrutura muito boa e, além de capacitar profissionalmente os alunos, os professores são muito atenciosos. Sou estagiária desenvolvedora front-end e analista de requisitos no LTI. Pelo raciocínio lógico que criamos durante o curso, temos a capacidade de ir além, achando os problemas e transformando-os em soluções”, conta.

De acordo com o coordenador do curso de Sistemas de Informação da Unifacisa, Hamurabi Medeiros, o cenário segue otimista para 2020. “A necessidade de mão de obra qualificada aumenta a cada dia, pois mesmo em momento de crise, o mercado de TI segue aquecido. Além das empresas desenvolvedoras, as áreas-meio de outras empresas, no caso os setores de TI, também contratam bastante. E a procura pelo curso têm crescido bastante, pois a empregabilidade é um fator que atrai muitos alunos para a área. Aqui na Unifacisa, a presença de três multinacionais (Conductor, Accenture e CTIS) é um atrativo ainda maior para os estudantes”, diz.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AdInsights

+ Ver mais

A Gillette sabe o que faz. Já Neymar…

por Adinsight por Leonardo Araújo

Especial TV Aberta

+ Ver mais

Como a TV conversa com o Youtube?

por Gabriel Grunewald